Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Hipster Chique

humor . coisas . nerd . fluente em klingon . criativa - ish . comics . opinião

A Hipster Chique

humor . coisas . nerd . fluente em klingon . criativa - ish . comics . opinião

#dia 326 - Marvel vs DC: televisão e cinema

Vão ter de me desculpar, mas lá vou eu outra vez colocar a minha veia nerd em acção. Com alguns spoilers este será um pouco mais curto que os outros que faço porque a minha mão não permite que escreva aqui uma tese sobre super-heróis, por isso fiquem com o resumo.

 

Para mim, esta guerra entre Marvel e DC é como a rivalidade entre Porto e Benfica e eu sem dúvida sou muito simpatizante de um dos lados, neste caso da DC. 

Claro que também gosto da Marvel e um dos meus filmes preferidos é Os Guardiões da Galáxia que fazem parte desse Universo, mas a DC tem um espaço muito grande no meu coração. 

Ambos os Universos andam com muita acção na televisão e no cinema e as comparações já se fizeram notar...

 

 

MARVEL

 

TELEVISÃO

 

Runaways

 

Com Josh Schwartz por detrás das câmaras, a mente que criou, escreveu ou produziu Gossip Girl, Chuck e The O.C., esta é a nova aposta da Marvel juntamente com a Hulu.

Inspirada no universo da banda desenhada, Runaways conta-nos a história de cinco jovens amigos que se separaram após a morte de uma amiga, Amy e que se vêem quase forçados a ter uma união contra um inimigo comum, os seus pais ou como são conhecidos colectivamente, O Orgulho.

Como personagens principais temos:

  • Alex Wilder, um nerd que quer juntar o grupo de novo

 

  • Nico Minoru, uma gótica e irmã de Amy que vive sobre a sombra da morte da mesma

 

  • Karolina Dean, uma jovem modelo que começa a desconfiar da sua própria identidade

 

  • Gert Yorkes, uma feminista que luta pelos direitos da mulher e contra injustiças 

 

  • Chase Stein, um jogador de lacrosse que quer que o vejam mais do que o filho burro do génio da tecnologia

 

  • Molly Hernandez, uma órfã que foi adoptada pelos pais de Gert e que tem uma atitude positiva e super força

 

Uma série para todas as idades e que me viciou deste o primeiro episódio. Não é a típica série sobre adolescentes revoltados, pois as histórias são interessantes e o mistério está sempre presente. Uma aposta ganha da Marvel.

 

 

CINEMA

 

Avengers: Infinity War

 

Os irmãos Russo são os directores deste que é o começo do fim da trama dos vingadores. Este filme, Infinity War chega quatro anos após os eventos dos Guardiões da Galáxia Vol. 2 e o desmembramento da equipa de superheróis da Marvel após a Guerra Civil entre o Captain America e Iron Man. Mas com uma nova ameaça, Thanos, que quer desenhar o mundo à sua maneira com as pedras do infinito, os vingadores precisam unir-se e juntar forças com os guardiões da galáxia para derrotar este vilão em batalha.

Mas mais do que apresentar um resumo do filme, penso que o trailer falará por si! Vejam até ao fim:

 

 

Podemos ver um Capitão América derrotado, outros vingadores sem esperança no futuro e a maior união de superheróis de sempre. Ao grupo original, juntamos Antman, Black Panther, os guardiões da galáxia, Doctor Strange, SpiderMan e até alguns vilões mais conhecidos do universo Marvel.

 

 

 

DC

 

TELEVISÃO

 

Crossover: Supergirl, The Flash, Arrow e Legends Of Tomorrow

 

O fantástico crossover de quatro horas e quatro séries que faz qualquer filme Justice League ou Avengers, entretenimento de porcaria.

Nesta maravilha podemos ver os heróis de Supergirl, The Flash, Arrow e Legends Of Tomorrow juntos a tentar salvar a terra 1 de um ataque de nazis vindos da terra X, uma terra onde os nazis vencem a guerra e comandam o mundo.

Aconselho todos a ver este crossover, mesmo para quem não acompanha estas séries porque as cenas de acção, a história única e os efeitos visuais valem a pena. Deste evento quero apenas falar de algumas situações que me chamaram a atenção:

 

  • Os vilões da terra X são nada mais nada menos que os sósias da Supergirl e do Arrow, que neste mundo se chamam Overgirl e Dark Arrow. Um casal que me faz pensar nas palavras da Kara... "Que nojo".

 

  • A cena em que o Comandante de Aço/Nathaniel (Legends Of Tomorrow) apanha a Supergirl/Kara (Supergirl) foi um ship que aguentou 5 segundos no ecrã e que me deu vontade de ver estas duas personagens juntas de novo.

 

  • Sarah e Alex não foi propriamente uma surpresa, mas gostei bastante da dinâmica e da mensagem que esta relação relâmpago passou de que há pessoas que passam na nossa vida apenas com um objectivo e por vezes não ficam nela... neste caso o objectivo foi mostrar à Alex que ela deve ter mais amor próprio e esperança que vai encontrar alguém ideal para ela.

 

  •  O regresso do Captain Cold, mesmo que fosse a partir do seu sósia (mais fofinho).

 

  • A morte de Martin Stein/uma metade do Firestorm ou como era carinhosamente conhecido, Grey... Foi uma cena triste e que me levou às lágrimas.

 

  • Os casamentos de Barry e Iris e Oliver e Felicity (FINALMENTE!!). 

 

  • Por fim, a história da terra X, que foi uma obra prima dos escritores destas séries fantásticas. 

 

 

 

CINEMA

 

Justice League

 

Quem quiser pode ler aqui a crítica do filme.

Mas este é o primeiro filme do Universo Marvel que junta os seus principais superheróis como Batman, Superman, Wonderwoman, The Flash e Cyborg na luta contra Steppenwolf, o destruidor de mundos.

Um filme cinco estrelas, com uma excelente escolha de actores e principalmente banda sonora. A parte dois já está encomendada, vem a caminho e talvez venha a resolver a pergunta que ficou na cabeça de todos... quem é mais rápido, o Flash ou o Superman?

 

 

CONCLUSÃO

Em televisão, a série Marvel's Runaways juntamente com Agents Of Shield que acabou de estrear a sua quinta temporada conseguem fazer frente às quatro da DC, mas sem dúvida que a minha preferência vai para o universo DC pelas histórias.

Já em filmes, posso dizer que prefiro a Marvel, principalmente pelos Guardiões da Galáxia, mas quem sabe com o WonderWoman e o lançamento do filme The Flash (FlashPoint) em 2020, as coisas podem mudar.

Sou uma nerd e não consigo odiar um universo, até porque sou uma crente a 100% na teoria dos muitos mundos ou multiverso!

 

..

 

E AGORA UMA AUTO-PROMOÇÃO SEM QUALQUER VERGONHA NA CARA!

 

Já que estamos na altura natalícia, o meu livro seria uma excelente prenda e durante este mês estará com 20% de desconto e portes gratuitos se efectuarem a compra a partir do e-mail: ahipsterchique@gmail.com

Está com as mesmas condições na Wook, mas a partir do blog eu ganho mais comissão.

Está também à venda nas livrarias físicas e on-line da Chiado Editora , na  Wook  e na Bertrand . Irá brevemente para outras livrarias (Fnac e outras) que irei colocar aqui e nas respectivas plataformas on-line.

 

!! 10.40€ !!

20694810_d4RGW.jpeg

 

A Hipster Chique

#dia 314 - Justice League: o resumo e a análise

P.S. Novo post no blog da rubrica "50 nomes que se dão...". O tema desta semana, Panteão 

Já só falta um dia para votarem na primeira fase dos Sapos do Ano 2017 !

 

 

!! ALGUNS SPOILERS !!

 

 

Justice League, o filme realizado por Zack Snyder chegou às salas de cinema e já está a ser alvo de duras críticas. Nem tudo é mau, mas no geral percebesse que as pessoas esperavam mais deste franchise da DC. Já eu, fiquei bastante satisfeita e empolgada com a história que pretende induzir no público o lema de que "Não se consegue salvar o Mundo sozinho", lema esse levado a peito por Bruce Wayne/Batman, que após a morte de Superman parte em busca de possíveis aliados para uma guerra contra um mal que acaba de chegar ao nosso planeta.

 

Primeiro tivemos Batman vs. Superman e mesmo tendo gostado admito que foi um filme fraquinho, onde o que mais me chamou a atenção foi Lex Luthor, muito bem interpretado por Jesse Eisenberg.

Depois veio WonderWoman e esse sim foi dos três, o melhor. Toda a história de Diana Prince, a escolha perfeita da actriz, Gal Gadot e o foco no poder da mulher e a força de nos unirmos contra um mal maior, foram ingredientes que levaram o filme a ser um dos melhores do ano.

Apresentada metade da Justice League, chagou a altura de chamar os restantes super heróis.

 

Segundo muitos, este filme é considerado um passo atrás após WonderWoman, mas Justice League divide multidões e eu quero falar da minha opinião sincera sobre este filme.

Ainda me custa olhar para o Ben Affleck no papel de Batman e ele não foi uma das personagens que mais me cativou no filme, bem pelo contrário.

Tudo começa com um ambiente pós-morte do Superman, onde as pessoas se sentem inseguras e o caos começa a espalhar-se por Gotham, Metropolis, outros cantos do mundo e consequentemente atravessa universos trazendo um mal inimaginável ao planeta Terra, Steppenwolf, o destruidor de mundos.

Para travar este inimigo, Bruce Wayne tenta juntar uma equipa de pessoas com poderes extraordinários e nessa lista consta o nome de Diana Prince (WonderWoman), Arthur Curry (Aquaman), Barry Allen (The Flash) e Victor Stone (Cyborg).

 

Diana Prince/WonderWoman está a trabalhar em Londres quando é chamada à atenção por um pedido de ajuda das suas irmãs, amazonas e imediatamente se junta a Bruce Wayne, para ajudar a montar a equipa onde durante esse processo é notada a química entre ambos.

Arthur Curry/Aquaman recusa-se a ajudar Bruce, pois pretende manter uma vida pacata numa aldeia pesqueira, após renunciar a coroa de Atlantis, mas após o seu povo sofrer um ataque por parte do Steppenwolf resolve unir forças com a Liga.

Barry Allen/The Flash foi a aquisição mais fácil e para mim o ingrediente principal para trazer humor a este filme. Sou uma fã de Flash e era uma das personagens que estava mais ansiosa para ver.

Victor Stone/Cyborg é um homem preso num corpo de robot que adquiriu habilidades extraordinárias após um acidente nos Star Labs. O principal motivo que o levou a juntar-se à Liga foi o facto do seu pai ter sido raptado pelo Steppenwolf.

Todos eles são diferentes e a dinâmica de equipa demorou um pouco a chegar, mas perceberam que não iriam conseguir lutar contra um mal tão grande, sozinhos.

 

Em resumo, adorei o filme. Acho que tinham espaço para um pouco mais de história e talvez melhorar a performance do Batman não fosse algo assim tão mal pensado, pois para mim nada de interessante trouxe ao filme. Por outro lado estou completamente fã do Cyborg e de toda a sua história de vida e gostei de ver a luta do Barry para conseguir superar os seus medos e finalmente ser o herói que sempre procurou ser. 

 

A banda sonora a cargo de Danny Elfman é outro dos pontos positivos do filme e está mesmo muito bem conseguida.

Agora só falta saber, quem é o mais rápido? Superman ou The Flash?

 

 

Livro

O meu livro já está à venda, pode ser encomendado através do e-mail: ahipsterchique@gmail.com ou na livraria Chiado Editora (on-line e offline). Irá brevemente para outras livrarias (Fnac, Bertrand, entre outras) e respectivas plataformas on-line.

 

 

A Hipster Chique

#dia 308 - Dia DC

O dia de hoje foi dedicado à DC Comics e foi comemorado com uma ida à Kingpin Books, que hoje teve o dia Justice League e oferecia uma BD da JL na compra de outra do mesmo universo.

O passo seguinte foi, como é óbvio, o visionamento do filme Justice League que está uma obra prima, pelo menos na minha opinião. Eu delirei do principio até ao fim!

 

Tenho tentado descansar as mãos ao fim de semana e tentar aproveitar para fazer outras coisas, por isso este post fica assim, pequenino. Na próxima semana irei falar mais da loja Kingpin Books como favorito da semana e vou fazer uma crítica ao filme Justice League.

 

Espero que tenham um bom fim de semana!

 

 

Livro

O meu livro já está à venda, pode ser encomendado através do e-mail: ahipsterchique@gmail.com ou na livraria Chiado Editora (on-line e offline). Irá brevemente para outras livrarias (Fnac, Bertrand, entre outras) e respectivas plataformas on-line.

 

 

A Hipster Chique

Criatura que escreve isto

foto do autor

EU ESCREVI ISTO... COMPRA!

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D