Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Hipster Chique

@bichodagalaxia . humor . nerd . fluente em klingon . criativa - ish . opinião

A Hipster Chique

@bichodagalaxia . humor . nerd . fluente em klingon . criativa - ish . opinião

Hipster Nerd - Ep. 2 . Os livros de Janeiro

Fevereiro 07, 2019

Esta é a rubrica semanal que comecei a semana passada, foi sugerida pela Sofia como "O Diário de Uma Nerd" e eu alterei para "Hipster Nerd".

Esta semana trago-vos a minha lista de livros lidos em Janeiro e uma pequena review, livre de spoilers, que também podem encontrar no Instagram do meu novo projecto, Bicho da Galáxia.

IMG_0573.jpg

 

No mês de Janeiro li seis livros e que viagens fantásticas!

 

IMG_0572.jpg

  • The NIX . Nathan Hill  ⭐️⭐️⭐️⭐️ (4/5)

“Something does not have to happen for it to feel real”
Samuel Andresen-Anderson é uma personagem pela qual me apaixonei de forma imediata e as páginas voaram.
Sam é um viciado em vídeo-jogos, professor de literatura numa faculdade medíocre de Chicago e um autor falhado e a sua mãe, Faye, é uma professora assistente que toma uma acção agressiva física e verbal contra um político de direita e acaba exposta na internet sendo rotulada de prostituta e terrorista. Faye abandonou Sam quando ele era ainda pequeno e o reencontro dos dois é complexo e leva ambos numa descoberta da vida.
Ao longo do livro é-nos introduzido várias personagens e perspectivas que nos levam a compreender as acções das personagens. Somos levados aos anos 60 dos EUA e Chicago onde Sam descobre um pouco mais da história da sua mãe e acaba redescobrindo a sua.
Romance, humor cínico, segredos misturam-se com capítulos curtos e irresistíveis para o leitor.

--------------------

IMG_0571.jpg

  • Fortaleza Impossível . Jason Rekulak ⭐️⭐️⭐️⭐️ (4/5)

“É uma dessas ideias que não soa estúpida até alguém a dizer em voz alta”
“A Fortaleza Impossível” é uma viagem pelos anos 80 e só por aí chamou a minha atenção.
É a história de três amigos, Billy, Clark e Alf, de 13 anos, tímidos que não se identificam com a maioria dos jovens e que são obcecados pelo universo feminino, tudo o que tenha algum contexto sexual é como ouro para eles.
Essa obsessão ganha novos contornos quando a Playboy apresenta uma capa com a mulher dos seus sonhos, a Vanna White e aqui começa uma aventura com planos mirabolantes para conseguirem colocar a mão naquela que para eles é a sétima maravilha.
Um romance, planos ilegais, programação de jogos e muitas referências que homenageiam os anos 80, fazem com que seja impossível não o devorar de uma leitura só. Para além de ser o título do livro, “A Fortaleza Impossível” é também um jogo que o leitor pode jogar no computador.

 

--------------------

IMG_0569.jpg

  • Por Um Fio . Rainbow Rowell ⭐️⭐️⭐️ (3.5/5)

De uma leitura leve, “Por Um Fio” tem a certa quantidade de humor e emoções com um plot um pouco diferente dos romances típicos.
Rainbow Rowell, autora de êxitos como Fangirl e Eleanor & Park, também escreveu algumas comics dos Runaways para a Marvel e tem uma escrita bastante diversificada.
Neste livro de ritmo rápido sobre relações e a importância do compromisso ficamos a conhecer a história de Georgie e Neal que se vêem confrontados com uma decisão que pode influenciar a sua vida. A luta entre carreira e família com a questão “Porque não ter ambos?” a pairar sobre Georgie e as memórias do que era ter um telefone de corda enrolada e aquelas chamadas longas com aquela pessoa especial, tornam este livro um bom aperitivo de uma tarde chuvosa.

 

--------------------

IMG_0570.jpg

  • A Grande Solidão - Kristin Hannah ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ (5/5)

O livro de Janeiro do #hmbookgang (um clube literário que faço parte, aconselho a visitarem e a seguir @hmbookgang) e um dos melhores livros que já li, entrando no meu top de favoritos.
Kristin Hannah, a autora, mudou-se para o Alaska nos anos 70 depois do seu pai decidir que queria ir viver para o sítio mais bonito do mundo e daí começou a inspiração para esta história extraordinária de superação e coragem. “A Grande Solidão” conta-nos a história de Leni, uma personagem com o qual me identifiquei logo à partida, e dos seus pais Cora e Ernt.
Numa tentativa de melhorar a sua vida e a vida da sua família, Ernt, um homem que vive com os seus fantasmas da guerra e que demonstra uma personalidade violenta, decide mudar-se com a filha e a mulher para o Alasca, Kenai e toda a descrição do local, da cidade e das suas paisagens, dão-nos vontade de querer saber mais sobre a região. Dei por mim a passar uma tarde inteira no Google a pesquisar sobre Kenai e o Alasca.
Uma relação conflituosa e estranha entre os pais de Leni, o amor representado em diversas formas e uma grande dose de coragem fazem deste livro uma obra magnífica que leva o leitor numa viagem de muitas lágrimas e emoções.

 

--------------------

IMG_0568.jpg

  • Um de Nós Mente . Karen M. McManus ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️ (5/5)

Quem não está a mentir afinal?
Ora aqui temos um mistério que me viciou do princípio ao fim. Cinco personagens, cinco personalidades diferentes, uma morte e temos o princípio desta história que para mim me fez lembrar um mix de Pretty Little Liars/Riverdale/13 Reasons Why.
Tinha as expectativas bem altas, excelentes recomendações e o hype é verdadeiro! Percebi que era um livro onde os detalhes iriam importar e tentei não ler tão rápido como costumo ler, o que me permitiu aproveitar o crescimento das personagens, a apresentação das suas personalidades e vidas e os twists da história.
Apaixonei-me pelo rebelde Nate (Shocking, eu sei!! 😂), adorei perceber as suas motivações bem como, mesmo sendo um clichê, a sua relação com Brownyn, a nerd.
Um livro que toca em assuntos como o suicídio e a homofobia e que nos faz pensar que por vezes não conhecemos de todo as pessoas com quem lidamos no dia-a-dia ou as suas razões para serem como são.

 

__________________

IMG_0567.jpg

  • Quando a Luz se Apaga . Nick Clark Windo ⭐️⭐️⭐️ (3.5/5)

Um livro que me colocou ainda mais preocupada com o futuro desta humanidade cada vez mais viciada em tecnologia e incapaz de funcionar sem internet.
Esta história apresenta-nos o Feed, uma rede social que está implementada no cérebro da população, onde podem aceder sem qualquer limite a memórias, pensamentos em tempo real e qualquer informação que necessitem. Já não existem livros, nem qualquer informação fora do Feed e no meio dos viciados só um grupo de resistentes é que tenta fugir ao seu controlo usando engenharia reversa.
O casal principal da trama, Tom e Kate, tem uma ligação bem directa com o Feed. O pai e irmão de Tom são os criadores da rede e ele é contra essa criação, já Kate é uma personalidade famosa no Feed sendo seguida por milhões e adora a sua vida de “youtuber”. Um dia o Feed sofre um ataque de um grupo de hackers, é colocado offline e a humanidade já não sabe como viver o seu quotidiano sem o Feed na sua cabeça, sendo alguns dos cidadãos afectados com uma doença misteriosa.
Todos terão que reaprender a fazer as mais simples tarefas e até o próprio vocabulário.
Com uma temática assustadora, não foi um livro que me tenha prendido logo de início mas que ao fim de alguma insistência me envolveu neste que pode estar perto de ser um possível futuro para a nossa sociedade.

 

____________________

E estes foram os lidos de Janeiro, sem contar com as mais de 15 comics que se juntaram à festa. Foi um bom mês e o favorito foi "A Grande Solidão" de Kristin Hannah que deu cabo do meu emocional todo, foi sem dúvida um livro que entrou no meu top de favoritos de todos os tempos.

 

E vocês? Que andaram a ler em Janeiro ou o que estão a ler agora?

 

A Hipster Chique

 

 

 

21 comentários

Comentar post

ANDO A LER

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D