Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

Ter | 21.02.17

#dia 38 - Praxe, para ti é um não!

Sou estudante universitária há 5 anos e estou no meu último ano. Durantes estes anos observei praxes e tradições estudantis e só consigo dizer "Aleluia" por não ter esse espírito académico. Respeito e muito quem se entusiasma por estas tradições e participa com afinco, mas para mim é um NÃO! 

Não me deixei influenciar por notícias mais negativas sobre o assunto, acho que é uma tradição que não deve morrer e que deve ser sempre algo saudável, apenas eu não irei ficar nessa história. No meu primeiro ano cheguei a mentir a uns esudantes trajados que me abordaram a perguntar se era caloira, ao que respondi "Não, sou do segundo ano", visto que tenho cara de 12 anos, não sei como acreditaram. Nos dias seguintes só pensei que ia ser preseguida por aquelas criaturas vestidas de cópia barata de Harry Potter. O porquê de a praxe não ser para mim? Bem...

 

Horário

Eu vejo estudantes a apresentarem-se ás 8h da manhã ou até mais cedo para iniciar a praxe. E isto durante dias! Comigo não dava, eu só funciono a partir das 10h e se me obrigam a fazer algo mais pesado do que levantar um braço antes dessa hora eu desmaio. E com aqueles gritos que já assisti, só imagino que me fazem isso e eu mutilo a pessoa com os olhos.

 

Cânticos

Eu mal decoro a minha data de aniversário, que fará decorar cânticos e entoá-los em alto e bom som. Se ainda fosse uma música dos Beatles eu até ia na onda, agora aquilo para mim são muitas palavras para decorar. Já para não falar da minha voz de rouxinol que é um crime para ouvidos alheios.

 

Adereços

Ver pessoas com fraldas vestidas, penicos na cabeça, a fazer sons de animais e até a comer relva são coisas que NÃO estão na minha Bucket-List. Prefiro trazer vergonha à minha mãe através da minha coleção de Legos do que aparecer numa aula ou andar pela rua vestida de cupido deslavado.

 

Benefícios

Quando pergunto quais os benefícios da praxe, as grandes respostas são:

. fazer amigos

. convivência

. ganhar espírito acadêmico

Primeiro, eu fico contente com os poucos amigos que tenho e prefiro arranjá-los a horas que consigo estar 100% acordada. Segundo, eu não gosto de conviver com mais do que 3 pessoas ao mesmo tempo, fico com comportamentos estranhos. Terceiro, já tenho dificuldade em manter o meu espírito em estado normal, não preciso de lhe adicionar um "amigo".

 

Traje

Diz-se por aí que os trajes acadêmicos foram a inspiração que J.K. Rowling usou para a criação do uniforme de Hogwarts. Como fã de Harry Potter, acho que os trajes acadêmicos são uma ofensa e cópia barata dos uniformes daquela escola magnífica. Quando os vejo na rua só me apetece levantar a minha varinha imaginária e lançar um Avada Kedrava. Já para não falar da aflição que me metem quando andam com o traje vestido, em pleno Verão, com 30 e tal graus! Haja espírito acadêmico.

 

Tenho vários amigos que fizeram a praxe e dizem ser um dos melhores momentos da vida acadêmica, mas eu não sinto o fascínio. Isto não é de todo uma crítica, é apenas uma opinião, MUITO verdadeira.

 

JanMua1b.jpg

 

A Hipster Chique (universitária do contra)

 

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post