Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

05.Ago.17

#dia 203 - O meu obituário

Acham que é cedo? Também eu, mas já fica feito, vou poupar tempo aos meus familiares e não quero uma foto medíocre com apenas o meu nome e as datas de nascimento e morte. Quero uma coisa em condições e bem feita, logo, faço eu. Mãe, não te assustes, mas este é o meu futuro obituário...

 

OBITUÁRIO

i4LXLJdw.jpg

 

Raquel Almeida

Uma mãe, uma filha e uma dona de um garrafão de água Vitalis

1991-20... (deixo à descrição da vossa imaginação)

 

Morreu Raquel Almeida, de alguns anos, nascida e criada na terra de Arouca e ganhou juízo fora da terra de Arouca. Mostrou desde cedo uma aptidão para a dança enquanto fugia dos ratos que viviam na sua casa e foi uma boa aluna até conhecer o Albert.

Filha de uma mãe e de um pai, com sonhos grandes e uma admiração pelo Harry Potter que durou até ao final da sua vida.

Foi encontrada morta no seu apartamento pelo filho, Jaime Valêncio Almeida, vesga de um olho, roxa, com música estilo clássico a tocar ainda no seu iPod e com uma galinha no seu colo.

Segundo o Correio da Manhã morreu após estar morta a trocar uma corda do seu ukulele, que lhe acertou no olho, fazendo-a cair e ligar o robot BB-8 da Star Wars, que lhe entrou pela boca e lhe tirou o ar. Quanto à galinha ainda não se sabe quem é o dono, mas fontes próximas dizem que a cabidela estava boa.

Na autópsia foram encontrados vestígios de salsa por baixo das unhas que no fundo não querem dizer nada e ainda que a causa da morte foi asfixia, contudo o robot não pode ir preso.

Deixou dois livros da sua autoria para aquecer corações e uma força de vencer na vida que agora não lhe serve de nada, mas serviu um dia, literalmente um dia.

Vai deixar saudades e nunca se irá esquecer do dia em que conheceu J. K. Rowling, um dia passado no tribunal onde ganhou uma ordem de restrição e não pôde estar a menos de 500m da escritora. 

Deixou a sua fortuna ao panda Gustavo do jardim zoológico de Lisboa, de quem era madrinha, porque o seu filho Jaime comprou-lhe papel higiénico de 2 folhas em vez de 4.

Estará para sempre nos nossos corações, descansa em paz.

 

 

Confesso-me feliz por esta pequena obra prima que estará no meu futuro obituário.

 

A Hipster Chique

 

 

 

19 comentários

Comentar post