Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

11.Jul.17

#dia 178 - Hoje quase matei um homem

Não matei porque havia demasiadas testemunhas nos arredores.

Hoje é tempo de história, uma história que me aconteceu hoje que envolve um condutor da Uber que me proporcionou uma subida de tensão e uma veia saída na testa.

Vamos dar-lhe um nome, Horácio.

Começando...

 

Era uma vez...

uma rapariga que pediu um Uber para ir até ao El Corte Inglês beber um chá de manga no Starbucks, porque ajudava-a a ir à sanita. Também queria ir para dar uma volta turística, mas isso não interessa.

Assim que ela chamou o Uber apareceu no mapa o carrito que, um Nissan que estava a 11 minutos e deu muitas voltas para chegar até à menina. Já para não falar da sua foto na aplicação que a fez ter medo de entrar no carro.

Lá chegou... Não parecia igual à foto mas penso que isso ajudou a seu favor. A viagem começou.

O Horácio nada disse ou respondeu ao "Boa tarde" que a rapariga disse e estava de phones nos ouvidos. No GPS estava um caminho curto e o mais fácil de se fazer e o que devia ser uma viagem de 4 minutos, tornou-se uma viagem de 15. Como?

Eu digo-vos como!! Que se lixe a história!!

 

Este jagunço de um corno fez-me pagar quase 8€ por uma simples viagem até ao El Corte Inglês que nem 5 minutos deveria ter demorado. 

Não seguiu o GPS quando o mesmo indicava o caminho mais curto! Por 3 vezes poderia ter feito um caminho mais curto, mas não. Parecia uma viagem de Tuk-Tuk que envolveu uma fantástica viagem turística pela Escola D. Pedro V, Jardim Zoológico, a maravilhosa Estrada da Luz, 3 viadutos e uma loja do cidadão. Viagem adorável!

A criatura estava mais distraída que certos populares quando vão votar! 

E querem saber algo bem irritante?! Ele mudava de música de 10 em 10 segundos. Nunca deixava uma até ao fim e o pior é que aumentava e diminuía o som como se fosse o DJ da zona.

E querem saber o algo ainda mais irritante?! A criatura queria deixar-me num local diferente, mas "perto" porque lhe "dava jeito"! Quase me rebentou uma veia.

 

Fiz uma queixa longa à Uber e tive o meu dinheiro de volta, mas se o jagunço me aparece outra vez à frente, eu não entro.

 

Fim da história.

 

A Hipster Chique