Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

Sex | 12.05.17

#dia 118 - Concertos e as suas pérolas

Recentemente fui a um concerto, neste caso do luso-canadiano Shawn Mendes e fiz uma crítica à minha experiência (#dia 116 - Illuminate World Tour . Shawn Mendes / James TW). Falei lá do histerismo e de toda a loucura juvenil que assisti, mas eu preciso de espremer bem umas partes dessa experiência.

 

Filas

Apenas, ide para o c******* mais velho com a porcaria das filas!

 

Agora sim, vou começar isto como deve ser...

 

Mãe e filha

Como é óbvio mãe e filha devem ter troca de carinho e afecto e isso devia ser bonito de se ver e não algo que nos dê vontade de arrancar os globos oculares com um garfo.

E foi exactamente isso que me apeteceu fazer quando uma mãe e filha estavam à minha frente na fila e de repente iniciam uma espécie de carinho demasiado íntimo.

Aquilo que chegou a ser beijo na boca estranho, abraços demasiado reveladores e sorrisos assustadores. Tudo me estava a incomodar. 

E sim, eu tenho a certeza que era mãe e filha!

 

Modelo

Como já tinha visto em outros ambientes festivos, lá andavam os “caça-modelos” a sacar números para futuros castings ou sessões fotográficas que no fim de contas servem para sacar dinheiro aos papás que ficam convencidos a pagar uma sessão fotográfica porque o filho(a) tem "talento" para modelo. Eu estava com outra rapariga, neste caso uma menor de 15 anos e eles dirigiram-se a nós.

Ainda pensei que queriam o número da rapariga e eu estando responsável por ela não o ia dar, como é óbvio, sem a autorização da mãe, mas não... queriam o número das duas.

Eu vi o olhar na cara da rapariga que se dirigiu a mim, cara de “tu és menor, vou pedir o teu número”, que me aconteceu pela 30ª vez.

Eu juro que antes de dizer que não, fixei o olhar na gaja para ela chegar à conclusão de que estava a falar com uma MULHER de 25 anos, mas acabei por desistir e continuar na minha menor idade sozinha.

Verdade será que os meus 25 são 15 e espero implementar isso nos meus 45!

 

Histerismo

Eu esperava histerismo, claro! Era o concerto de um jovem de 18 anos e eu conseguia cheirar hormonas aos saltos o tempo todo, por onde quer que me virasse.

Mas como em tudo, há sempre galinhas. Isto é aquela ou aquelas que conseguem romper a barreira do som e cacarejar mais alto que todas as outras, mas de uma maneira digna de filme de terror.

Muitas vezes era do nada, outras vezes porque o cantor lá dizia algo que 1% do MEO Arena conseguiu perceber, graças a essas galinhas!

 

Ao ataque!

Houve algo que me incomodou um pouco antes do concerto começar. De repente lá vi toda a gente muito agitada e a espreitar para o lado do palco. Ainda pensei que era o cantor, mas não! Era o pai, que mais tarde se viu ser a família toda que se dirigia para a plateia para assistir ao concerto e foram ATACADOS por um bando de jovens e adultos.

Havia seguranças à volta mas nada que parasse a cambada de urubus que se virou ao ataque daquela pobre família.

 

Estás bem?

Gostava de saber como está aquela rapariga que se abanava descontroladamente ao som de uma música antes do começo do concerto. Ou eram convulsões ou estava a levar choques eléctricos. Se estás por aí, espero que estejas bem ou que tenhas arranjado emprego como boneco insuflável numa loja de pneus.

 

No fim houve choro e eu fugi dali para fora.

 

A Hipster Chique

 

 

17 comentários

Comentar post