Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

Qua | 26.04.17

#dia 102 - Haja tendências...

Quem nunca seguiu uma tendência? Duvido que alguém diga que não. Seguir tendências é algo que faz parte do ser humano, alguém cria algo e obtém seguidores que tornam esse "algo" viral, ou seja, vira tendência. Desde a selfie, ao twerk, ao desafio do balde de gelo, aos filtros do Snapchat, às expressões características e muitos mais, temos tendências para dar e vender.

Acho muitas delas estúpidas e completamente inúteis para a sociedade, mas algumas eu própria aderi, nem que seja um pouco atrasada. Os filtros do Snapchat foram um deles, sempre disse que não queria, porque parecia ser estúpido e ainda parece, mas eu costumo fazer. E mesmo que não haja adesão a essas tendências, é um pouco impossível elas não nos baterem à porta, pois podemos vê-las nas redes sociais a toda a hora.

Com base em redes sociais e aplicações de noticias fui procurar algumas das tendências que andam para aí...

 

Frappuccino Unicórnio

Mesmo não estando disponível em Portugal, ninguém se cala com esta nova bebida do Starbucks. A bebida é inspirada no unicórnio e com cores que dizem ser a sua essência. "Tão majestoso quanto magenta. Muda de cor, muda de sabor, potencialmente muda de vida.", este o slogan da marca para a dita bebida e mesmo não provando, algo me diz que mesmo tendo essa oportunidade, era algo que não iria fazer. Tem um ar todo bonito, mas para mim "cheira-me a químico" por todo o lado, ou seja, vinte mil corantes, com vinte mil açucares e vinte mil produtos tóxicos. 

Acredito que a maior parte das pessoas só comprem para tirar foto para o instagram e deitam ao lixo. Se querem uma foto toda bonita com algo tóxico na mão para pôr no instagram, ponham uma foto do Trump com uma peruca rosa na mão e selfie!

img_750x750$2017_04_21_12_00_10_360101.png

 

 

Coachella

Festival norte-americano, talvez um pouco alternativo onde a roupa que vestem vale mais que a música ou o convívio. Com um cartaz fantástico, só via pessoas a falar de roupa e que roupa minha gente. Havia ali gente que tinha algo como um avental vestido, que dizia ser da H&M e só por causa disso toda a gente adora. Se eu for para a rua de avental e jeans, muitas pessoas iriam morrer, tal era o efeito medusa que iria causar.

Eu se vou a um festival quero mais saber se vou de roupa confortável, se me vou divertir, se a música me interessa e se há comida e bebida. Já agora, as famosas de salto alto naquele relvado, espero que ainda hoje estejam presas nos buracos que com certeza se afundaram.

img_750x750$2017_04_17_15_20_11_359530.jpg

 

 

13 Reasons Why

Como não haveria de falar desta série. Sem dúvida uma tendência, mas que para mim pode ir para dois lados. Uma série que fala de bullying, de violação e de suicídio, tudo relacionado com jovens tem de ser muito bem feita e muito bem pensada. Li o livro há uns bons tempos atrás e gostei, nunca imaginando que pudesse virar uma série porque tinha uma carga emocional demasiado forte. A Netflix pegou na ideia e trouxe à vida 13 Reasons Why. Muito bem produzida e dirigida e com um bom elenco, agora, pode trazer um bom resultado junto dos mais jovens, mas também pode trazer um mau. Já se ouviu notícias de miúdos que se suicidaram e deixar cassetes gravadas, tal e qual a série e outras de que escolas formam grupos de ajuda a pessoas que podem sofrer de bullying ou depressão em silêncio.

Vi a série toda e gostei, mas já vi em redes sociais miúdos que não entenderam bem o que a série queria demonstrar e pergunto-me se isso será algo para se levar de ânimo leve.

13-Reasons-Why.jpg

 

 

A Hipster Chique

 

 

 

 

6 comentários

Comentar post