Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

03.Set.17

A Playlist de Setembro '17

E hoje sai a playlist habitual de todos os meses. Este mês vai também sair uma playlist especial de músicas favoritas de musicais, mas não podia deixar de fazer esta porque este mês saiu muita coisa boa e eu tirei algumas da gaveta do passado também, só para renovar.

Algumas mais mexidas, outras mais românticas e outras com um significado demasiado importante, que transcende a própria arte da música. 

POR FAVOR LEIAM ATÉ À ÚLTIMA MÚSICA!

 

 

. Look What You Made Me Do - Taylor Swift

(não vou dizer que poderá servir para um momento vingativo, porque isso não é saudável, mas serve sim como banda sonora de um homicídio)

 

. Just Another Girl - The Killers

(aquela música para quando tens de deixar ir a tal pessoa, mas não queres)

 

. What About Us - P!nk

(heart-break...)

 

. Sorry Not Sorry - Demi Lovato

(não para cantar, mas para gritar)

 

. Fetish ft. Gucci Mane - Selena Gomez

(strip, algo sexual, strip, algo sexual)

 

. Maibu - Miley Cyrus

(relaxamento em forma de música)

 

. Younger Now - Miley Cyrus

(para pensar na vida e nas voltas que ela dá)

 

. Feels ft. Pharrell Williams & Katy Perry & Big Sean - Calvin Harris

(ideal para um dia na praia)

 

. Me Enamoré - Shakira 

(dançar e cantar até cair)

 

. Friends ft. BloodPop - Justin Bieber

(confesso não ser uma das minha favoritas, apenas tem algo... não sei o que, mas algo...)

 

. 1-800-273-8255 - Logic (Alessia Cara & Khalid)

Esta música não merece nada menos que estar em negrito, bem sublinhada, em número de letra maior e acompanhada por um vídeo. É importante em todos os sentidos e para quem não sabe a música é do rapper Logic e fala sobre o suicídio. O número que dá o nome à música é o da central de prevenção de suicídios dos EUA e a letra tem um impacto gigante. É uma música com uma mensagem importantíssima de que a tua vida importa, não interessa quem és, a tua cor, a tua religião, a tua orientação sexual. Todos importam e todos deveriam sentir-se como tal. Aconselho que vejam o vídeo dos VMA's onde foi apresentada de uma maneira arrepiante com a presença de pessoas que sobreviveram a tentativas de suicídio.

 

 

A Hipster Chique

4 comentários

Comentar post