Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

Seg | 21.08.17

#dia 219 - Rebecca

Quero contar-vos uma história e desabafar...

Eu sinto que fiz mal a um ser vivo de uma maneira egoísta e falsa. Sei que todos nós temos dois lados, um bom, outro mau e que são as nossas escolhas que definem o nosso lado principal e eu hoje sinto que cruzei esse limite entre o bom e o mau.

Deixei-me começar do inicio...

 

Eu sou uma rapariga de gostos alimentares estranhos e desde pequenina que tenho um prato favorito e que todos os anos, uma vez por ano, eu como como uma vaca esfomeada que não come há um ano.

Hoje eu conheci a Rebecca e senti logo ligação entre nós, houve um contacto imediato e assim que os nossos olhares se cruzaram eu sabia que podia ser para a vida inteira... enganei-me.

Ela veio para os meus braços e no banco da frente do carro fizemos uma viagem pela minha simples vila. 

Eu mostrei-lhe outros carros, uma rotunda que tem como atracção principal um dildo de pedra, o camião do lixo e até cães. Tudo parecia estar perfeito e eu conseguia sentir o seu coração acelerado e a sua pele macia do pescoço.

Penso que ela sabia onde isto ia dar, mas eu não estava preparada para me despedir...

Chegamos ao ponto final da viagem e a Rebecca foi levada dos meus braços e eu sei que sou a responsável pelo seu desaparecimento definitivo, pelo menos no estado em que a conheci. 

Amanhã irei encontrar a Rebecca... e será a melhor cabidela que alguma vez comi!

 

Pois, amanhã faço anos e a minha madrinha arranjou uma galinha para o meu arroz de cabidela e a bichinha até era querida e senti uma ligação no coração, mas o meu estômago ainda teve uma ligação mais forte!

 

P.S. Vou fazer um post no meu aniversário e estou a pedir a vocês que me façam perguntas para eu responder no post de amanhã. Já tenho algumas e agradeço MUITO, contudo, se mais alguém quiser fazer, por favor façam.

 

A Hipster Chique

Dom | 20.08.17

#dia 218 - Domingo, again...

Que putedo de calor nesta terra! É que dormir na varanda nem é solução, é sauna.

Está calor, vento quente, isto não ajuda aos incêndios e ainda não recuperei de ver a minha terra a arder a toda à volta o ano passado. E para os incêndios activos, isto não é bom.

Como é domingo, o post mantêm-se pequenino e com pouca informação.

Faço 26 dentro de 2 dias e já sinto o cheiro do meu arroz de cabidela!!

Já agora, eu gostaria de fazer algo diferente no meu aniversário aqui no blog e por isso gostava de vos pedir para me fazerem questões nos comentários, até podem fazer mais que umapor pessoa e eu responderia no post do dia 22 de Agosto. Que acham?

 

A Hipster Chique

Sab | 19.08.17

#dia 217 - A hierarquia

Em locais pequenos, como vilas ou bairros existem pequenas hierarquias que fazem com que tudo funcione muito melhor.

Esta hierarquia tem tanto pessoas de poder e pessoas que tem informação. Passei 20 anos da minha vida a viver numa vila pequenina e sempre que cá venho continuo atenta ao que se passa e a perceber se houve evolução. 

Por norma, não houve nem irá haver, mas vejamos como tudo se completa...

 

 

  • 10. A loja do chinês

A praga. Pode vir as crises todas, que elas irão multiplicar-se por mil a cada ano. Mas mesmo assim é dos sítios mais acolhedores da terra, pois sente-se o calor humano por trás de nós desde a entrada à saída da loja.

 

  • 9. O bêbado

A Mascote. Aquele que tem sempre lugar VIP lá na frente em todos os concertos da terra e que dá melhor espectáculo que a própria banda que está a actuar. Toda a gente o conhece e tem carinho pelo homem mesmo sabendo que naquele estado durante tanto tempo irá cedo dar o seu contributo para a agência funerária local, Consigo Sobrevivemos.

 

  • 8. A tasca

O Serve-Para-Tudo. O barman é psicólogo, psiquiatra e até terapeuta. Vende álcool com promoção, 1 para o cliente 2 para ele. Parece ser uma loja de conveniência, 24 horas por dia aberta, mesmo sendo ilegal.

 

  • 7. As cabeleireiras

As Psicólogas. As senhoras da arte do cabelo, uma espécie multifacetada que faz de padre, com confissões e homem dos correios, na entrega das confissões ao povo. Melhor local para a prática de psicologia.

 

  • 6. As mulheres traídas

As Sem-Vergonha. Elas tem gana, não tem vergonha de nada e mesmo sem existir traição são traídas. Difamar os maridos é o hobby preferido delas e tudo o que tem peito e rabo é a amante do marido . São as coitadinhas do povo mas ninguém se quer meter com elas. Uma espécie de Gollum da terra. O seu “precious” é o marido, que anda na mão de todas e que todas querem.

 

  • 5. O clube de futebol

Os Campeões. Os Melhores! Os Maiores! A religião predominante! Mesmo em 134º lugar!! O presidente é trolha mas em dia de jogo é o Pinto da Costa e os jogadores trabalham na tasca e no mini-mercado mas no dia de jogo são o plantel do Real Madrid. Venha Benfica ou Porto. Dia de jogo é dia sagrado, de culto.

 

  • 4. Os (supostos) vendedores de droga

Os Shopaholic. Fazem um gasto inexplicável de dinheiro? Usam roupa e carros de marcas excessivamente caras? Tem um negócio que dura há mais de três anos? Usa e abusa de caixas multibanco e cartões de débito/crédito? Almoça e janta todos os dias no restaurante? Resultado: vende droga, todos tem medo de ele e olham com um detalhe maluco para o teu tornozelo, porque na terra se usas pulseira no tornozelo, é porque vendes droga. 

 

  • 3. As coscuvilheiras

As Guionistas. Onde as estações de televisão deviam depositar a sua esperança de ganhar um Emmy. Defensoras da boa moral e costumes, ou assim dizem elas. Defensoras da vida alheia, digo eu. As únicas habitantes da terra capazes de fazer uma biografia do mesmo em 12+ volumes.

 

  • 2. O padre

O Papa. Com múltiplas facetas:
– O homem que fala e todos seguem, pior que Instagram;
– O homem que supostamente mantêm um caso amoroso com a beata mais popular, fresca ou libertina, algo fundamentado pelos ciúmes das outras beatas que já devem uns tantos anitos à agência funerária;
– O homem com cara de parolo que com um estalar de dedos tem a capacidade para formar máfia local, pior que Al Pacino.

 

  • 1. O rico

Patrocinador Oficial da terra. Poucos ou nenhuns sabem porque tal pessoa é tão rica, mas sabem que deu dinheiro para tudo, até para a construção de um banco de jardim.

 

E assim se vive na terra.

 

A Hipster Chique

Sex | 18.08.17

#dia 216 - Cheguei minha gente!

Ai gente que é o fim!

Estou na terrinha e foi um dia de stress, viagem, chichis na estação de serviço da Mealhada e ainda uma pequena ceia rodeada de bolas de berlim e biscoitos. Descobri que houve obras nesta terra e uma praça nova com tanta flores que eu senti as minhas alergias a cantar o hino da alegria.

Agora estou numa cama de molas, metade do tamanho da minha em Lisboa e estou a dividi-la. Alguém irá acabar no chão ou a dormir na banheira.

Amanhã já virei com mais energia para publicar um post em condições.

 

A Hipster Chique

Qui | 17.08.17

O Sítio . Capítulo XVII

CAPÍTULO XVI

 

 

CAPÍTULO, O DÉCIMO SÉTIMO

 

 

Não podia ser coincidência. Ambos tinham a mesma tatuagem no pulso e não se lembravam onde tinham feito e o que significava... Seria algo relacionado com a Princesa Maionese? Será que o Barry está ligado a esta confusão toda?

 

Mesmo não parando de pensar na situação das tatuagens tinha de me focar na nossa entrada clandestina na O.P.I.M. e mesmo não confiando a 100% no Tobias, ele era a nossa única hipótese de sucesso. Já íamos em longa noite de planos e discussões, já tínhamos o mapa mas para entrar lá seria preciso muito mais do que reconhecimento do local.

"Tive uma ideia!", disse o Tobias.

"Conta.", disse.

"Eu ainda tenho poder lá dentro e antes de qualquer coisa penso que devia tentar falar com os prisioneiros em questão e saber também como nos podem ajudar. Afinal estamos a falar de um alien e de um ser humano que estudou aliens a vida toda.", explicou o Tobias.

"E que provavelmente fez mais que os estudar, certo?! Certo?", disse o Hugo rindo-se sozinho...

"Tudo bem. Mas houve confirmação da verdadeira identidade do Dr. Rato?", perguntou o Vasco.

"Sim. Segundo as informações que conseguimos recolher sobre a cria e os dados fornecidos na nave da Princesa Maionese, concluímos que o Dr. Rato é na verdade o Príncipe das histórias, João Hérnia, ou seja, o pai da cria.", disse o Tobias.

"O que planeiam fazer com essa informação? A O.P.I.M. não levava isto a fundo se não tivesse um plano por detrás.", perguntou a Ema.

"Tens razão, há um plano. O pai quer ter acesso a todas as informações possíveis sobre a cria. A ideia seria encontra-la antes da Princesa, agora o porquê, nem ele me diz.", disse o Tobias.

Continuamos a falar do plano do Tobias, que até era bom, mas porque iria querer o Capitão Douradinho Tio Viagem ter acesso à cria antes da Princesa? Bem, uma pergunta de cada vez...

Acabamos a reunião e o Tobias voltou para a O.P.I.M. e no dia seguinte depois das aulas tínhamos combinado uma reunião para falar sobre informações que ele conseguiu com a Princesa Maionese e o Dr. Rato. Já eu, fui dormir que estava bem cansada e tantas coisas na minha cabeça nunca era bom.

 

Acordei antes do despertador, era sexta-feira e como tal eu conseguia cheirar as panquecas de nabo que a minha mãe faz. Lá me levantei, tomei banho e fiz um pequeno show de karaoke na banheira ao som da música dos Pingos Soltos, Levitar Um Porco No Churrasco, fui à garagem e a Ema já tinha saído para a escola e fui tomar o pequeno almoço com os meus pais.

"Ai Jessyca rapariga, agora andas sempre com muitas companhias atrás de ti. Tu vê lá se são más companhias.", disse o meu pai.

"Não pai. São boa gente, não te preocupes.", disse.

"Eu não me preocupo filha, mas se descobrem que somos donos de uma farmácia ainda te pedem medicamentos e essas coisas e sabes que eu não sou dessas confianças. A não ser lá com o Virgem.", foi a resposta do meu pai que veio acompanhada de um olhar de esguelha da minha mãe.

"Sim pai. Vou para a escola que já estou atrasada.", disse.

Como ia distraída a ouvir a minha música, nem dei conta das horas e cheguei atrasada, mas assim que entrei na escola e fui logo para a aula de Matemática Nas Redes Sociais e a aula estava cheia. Tobias, Barry, Ema e Hugo olharam para mim assim que cheguei e todos levaram um pequeno cumprimento.

Sentei-me, levei com um sermão da professora e lá se passou a primeira aula, depois a segunda, a terceira e finalmente saímos. Penso que estávamos todos ansiosos para saber que novidades o Tobias nos trazia.

 

Estava na saída à espera dos outros quando sinto um toque no ombro...

"Olá Jess. Então, nunca mais disseste nada ontem.", era o Barry.

"Olá Barry. Desculpa, foi uma noite complicada. Como estás?", disse.

"Estou bem, ainda ando aqui a conhecer as redondezas. Tens aqui uma cidadezinha muito fascinante.", disse o Barry.

"É verdade.", eu não o queria despachar mas estava mais interessada na reunião que ia ter dentro de momentos, mas o Barry continuou...

"Mesmo. Vocês recebem muitos estrangeiros ou gente de fora? Digamos, tem muito turismo?"

"Temos algum. Tínhamos mais por causa dos Galetas, mas agora como estão em remodelações do estádio e substituição das equipas, não temos assim tantos turistas. Porquê?", perguntei.

"Por nada. Já tinha ouvido falar desta terra pela boca de um amigo e como agora aqui vivo apenas queria saber mais.", respondeu o Barry, sorrindo.

Antes que pudéssemos continuar a conversa, que estava um pouco estranha, vejo a Ema a fazer-me sinal, já na companhia do Vasco, do Hugo e do Tobias.

Despedi-me do Barry, pedi desculpa e meti-me em caminho com os outros para minha casa.

 

A nossa reunião teve lugar no que era definitivamente a sala de reuniões dos S.A.I.D.A.S. segundo o Hugo e assim que nos sentamos todos, direccionamos os nossos olhares para o Tobias, que falou...

"Tenho algumas notícias para vos dar."

"Desenvolve!", disse quase num grito.

"Calma... Então, eles transportaram a nave da Princesa Maionese para as instalações da sede da O.P.I.M. que fica em Ribeiro Baixo, perto do Ribeiro Alto para poderem fazer leituras biométricas de todo o hardware e software que a nave tem. Ainda não consegui descobri o que o meu pai quer fazer com a cria, mas tem algo relacionado com os laboratórios porque todas as pastas confidenciais sobre a mesma estão lá arquivados e quase ninguém tem acesso. Tentei falar com a Princesa, mas não me deixaram, muito menos com o Dr. Rato.", disse o Tobias.

"E não conseguiste mais nada? Podias ter dito isso por mensagem!", disse a Ema.

"Sim, podia, mas não ias querer saber por mensagem que tiveram a confirmação que a cria se encontra de facto no Sítio e há uma maneira de a identificar.", disse o Tobias.

"Como assim? Como soubeste isso e qual é a maneira?", perguntei.

"Eu tive acesso aos ficheiros da Princesa Maionese e por causa de uma coisa que tu me perguntas-te eu acabei por resolver o enigma.", disse-me o Tobias.

"Explica-te...", disse.

"Simples, tu perguntas-te sobre a minha tatuagem e a verdade é que eu não sei porque a fiz, mas descobri o quando. Sei que a tenho há menos de um ano. Agora não fui a nenhuma loja de tatuagens e não sei como a tenho. Mesmo assim depois de fazeres essa pergunta eu lembro-me de ter visto um símbolo parecido nos ficheiros da Princesa Maionese e segundo reza a história a Princesa lançou-se na busca pela cria e para desviar suspeitos, ela marcava os mesmos com tatuagens de ovos rachados até encontrar a sua cria que irá ter uma tatuagem de ovo inteiro.", explicou o Tobias.

"Então isso quer dizer que tu não és a cria?", perguntou o Hugo.

"E não só. Se tens essa tatuagem há menos de um ano, quem te fez? Estiveste em contacto com a Princesa e ela fez-te a tatuagem?", perguntou também a Ema.

"Sim, esta tatuagem ao que tudo indica é um sinal de que não sou a cria. E como fiz contacto com a Princesa há menos de um ano e lhe disse que a ajudava, ela deve ter-me marcado para desviar a possibilidade de eu ser a cria.", disse o Tobias.

 

Eu estava calada e apenas ouvia o que o Tobias contava e uma pergunta começou a rondar a minha cabeça, "Porque raio o Barry tinha a tatuagem?" e como tinha contado isso à Ema, não precisei de abrir a boca, ela tratou disso...

"Jessyca, o Barry tem a mesma tatuagem que o Tobias não tem!? Tu disseste-me no outro dia, depois do vosso encontro.".

"Sim, é verdade, o Barry tem essa tatuagem, mas não sei porquê. Não sei qual a ligação dele com a Princesa Maionese.", disse.

"Não sabes tu, mas sei eu.", disse o Tobias.

"Como assim?", perguntei.

"O Barry, ou Bartolomeu Querido, é nada mais nada menos que o assistente do Dr. Rato.", respondeu o Tobias.

Por muito que estivéssemos a processar tudo o que o Tobias nos estava a contar, realmente a conversa do Barry começava a fazer algum sentido, o amigo que já cá esteve no Sítio é o Dr. Rato e muito provavelmente ele estava à procura dele. Eu contei esta minha teoria ao grupo e todos acreditaram que poderia bem ser o que se estava a passar.

"Mas como tem ele a tatuagem? Esteve em contacto com a Princesa Maionese ou foi o Dr. Rato que lhe fez? Visto que é o Príncipe.", perguntou o Vasco.

"Ele é o Príncipe, mas na história o pai da Maionese tirou-lhe a memória, logo ele não podia ter feito a tatuagem.", disse a Ema.

"Aí está o mais interessante. Mesmo não conseguindo falar com a Princesa ou com o Dr. Rato, tive acesso um pequeno bilhete que foi encontrado no casaco do Dr. Rato.", disse o Tobias enquanto desdobrava um pequeno papel e o colocava na mesa.

No papel podia ler-se "NDIKHUMBULA".

"É suposto sabermos o que isso quer dizer?", perguntou a Ema.

"Não. Eu próprio tive de pesquisar. Isso está escrito em xhosa, uma língua da África do Sul, onde o Dr. Rato andou a fazer pesquisa durante uns tempos.", disse o Tobias.

"E o que quer dizer??", perguntei eu já bastante impaciente.

 

A resposta do Tobias foi algo que não estávamos à espera...

"O bilhete diz, "EU LEMBRO-ME"."

 

O SÍTIO.jpg

 

(Esta é uma série que já faz parte do blog d'A Hipster Chique há algum tempo e aqui está o décimo sétimo capítulo. Link dos restantes capítulos no inicio.) 

Qui | 17.08.17

#dia 215 - Vou à terra...

Este post vai ser curto porque escrevi um capítulo d'O Sítio enorme e estou com as mãos feitas em água, contudo aqui vai um pouco dos meus pensamentos pré-infernais, desculpem, pré-férias na terra.

 

Sim, vou de férias e parece muito bom, mas há um grande MAS no que diz respeito a ir de férias para a minha terra natal. É pequenina, muito bonita e com uma gastronomia de trazer baba à boca. 

Já as pessoas, a única coisa que me trazem à boca, é espuma da raiva!!

Todos vocês devem ter noção que em terra pequena tudo se sabe e não podes ir à casa de banho sem a vizinha saber se foste fazer diarreia líquida ou diarreia mole.

Agora saindo da terra e vir para Lisboa, o que quer dizer?

Que sempre que for visitar a terra, perguntas como:

- Tens namorado?

- Estás a trabalhar onde? Recebes bem?

- Moras onde?

- Tens algum doença?

Se não responder, não tem problema, porquê? Porque eles inventam.

 

Já passei de estar a viver com 4 homens drogados, para estar a viver num apartamento no Parque das Nações com um homem.

E isto é apenas as coisas que chegam aos ouvidos da minha mãe.

Vou fazer as malas e tentar descansar. Por enquanto fiquem com este pedaço de post e com o novo capítulo d'O Sítio, CAPÍTULO XVII.

 

A Hipster Chique

 

Qua | 16.08.17

#dia 214 - Carregar pausa!

Vamos fazer uma pausa, respirar e descansar.

Amanhã será o dia em que trago o novo capítulo d'O Sítio, faço as malas porque vou de férias para a terrinha, volto e faço as mudanças para a minha casinha nova.

Logo, vou tirar um tempo (hoje) e volto amanhã em força. Fiquem entretanto com os meus outros posts, principalmente um que me deu muito gozo fazer, Música e Orgasmos.

 

A Hipster Chique

Ter | 15.08.17

#dia 213 - Porque me odeio?

Será este um post feito de uma escolha pobre? Sim!

 

Este é outro daqueles dias, onde tudo me pões chateada, triste, irritada, enervada e mais sinónimos. Em vez de fazer algo para me animar, eu sento-me em frente ao computador a vaguear por blogs e canais do Youtube a ver pessoas muito mais capazes de ter uma vida alegre e de apreciar as coisas bonitas da vida, como o pudim flan ou uma caneta azul.

Mas caramba, às vezes uma pessoa precisa de um momento de descompressão e apenas falar sobre o que há de pior nela mesma. Falar dos seus podres e defeitos. Tipo um peido mental que é dado, cheira mal e depois vai embora.

Claro que outros problemas se passam por este mundo fora muito mais graves, mas ide pastar, porque hoje é o dia do meu peido mental. Por isso mesmo, aqui fica uma lista do porquê que eu me odeio...

(SPOILER ALERT: este tipo de atitude agressiva só irá durar até ao fim deste post)

 

  • Odeio-me por comer uma embalagem de gomas ácidas e achar que isso não fazer com que a minha banha da barriga ganhe um primo afastado na cintura

 

  • Odeio-me porque procrastinar virou lema de vida no meu dia-a-dia e por causa disso acho que procurar emuladores da GameBoy é mais importante do que arrumar a casa

 

  • Odeio-me porque comprei papel higiénico de quatro folhas em vez de duas. A criatura, que sou eu, deve ter achado que tem o rabo do Donald Trump e que precisa de um papel assim tão resistente para aguentar tanta merda que por ali sai diariamente

 

  • Odeio-me porque só de me mexer na cadeira dei um mau jeito nos tendões do rabo. QUEM FAZ ISSO A SI MESMA??!

 

  • Odeio-me porque vou fazer a minha madrinha matar duas galinhas para me fazer um arroz de cabidela no meu aniversário e se me queixei de um pombo que me cagou na cabeça há uns tempos, agora as aves vão fazer buscas para me abater

 

  • Odeio-me porque não sou a Daenerys de Game Of Thrones. Não é pedir muito!

 

  • Odeio-me porque hoje foi o dia do Teorema de Pitágoras e eu não festejei como deve ser

 

  • Odeio-me por tirar selfies ao meu dedo do pé e nunca ter coragem para as publicar. Imagino o sucesso e o feed bonito que iria ficar no meu Instagram

 

  • Odeio-me porque SIM!

 

Respirei! Passou. Agora já não me odeio mais e posso voltar ao meu estado "normal".

 

A Hipster Chique

Seg | 14.08.17

#dia 212 - Música e Orgasmos

Sim, um post sobre religião a semana há dois dias atrás e agora orgasmos, sabem o que isso quer dizer? Que estou a viver a mais pura da vida loca possível.

Talvez sejam as poucas horas de sono, o stress, o cheiro a podre misterioso que se instalou no frigorífico ou até mesmo das cólicas que me atacaram porque o meu intestino se chateou com a sanita mais próxima e recusa-se a efectuar o seu trabalho como deve ser. Seja lá pelo que for, o tema de hoje é orgasmos.

Agora imaginem que cada vez que alcançassem o orgasmo vos saía um excerto de uma música pela boca fora que explicaria o tipo de orgasmo que estavam a ter. Não conseguem? Eu dou-vos uma ajuda.

 

Orgasmo virgem

"A Whole New World - Aladdin"

"A whole new world
A dazzling place I never knew"

 

 

Orgasmo húmido

"Yellow Submarine - The Beatles"

"We all live in a yellow submarine

Yellow submarine, yellow submarine"

 

 

Orgasmo da terceira idade

"Thinking Out Loud - Ed Sheeran"

"When your legs don't work like they used to before
And I can't sweep you off of your feet"

 

 

Orgasmo destrutivo

"Wrecking Ball - Miley Cyrus"

"I came in like a wrecking ball
I never hit so hard in love
All I wanted was to break your walls"

 

 

Orgasmo na mobília

"Chandelier - Sia"

"I'm gonna swing from the chandelier, from the chandelier"

 

 

Orgasmo patriótico

"A Portuguesa"

"Às armas, às armas

sobre a terra, sobre o mar"

 

 

Orgasmo madrugador

"Circle Of Life - The Lion King"

"Nants’ ingonyama, bakithi, baba
Sithi hu ‘ngonyama, ingonyama
Ngonyama nengwe bo!"

 

 

Orgasmo complicado

"Issues - Julia Michaels"

"Cause I got issues, but you got 'em too
So give 'em all to me and I'll give mine to you"

 

 

Orgasmo esfomeado

"Starving - Hailee Steinfeld"

"I didn't know that I was starving till I tasted you"

 

 

Orgasmo animalesco

"Roar - Katy Perry"

"And you're gonna hear me roar
Louder, louder than a lion"

 

 

Orgasmo nerd

"Game Of Thrones Theme Song"

tumblr_npqe14Delf1tpri36o1_500.gif

 

Orgasmo comprometido

"Dear Future Husband - Meghan Trainor"

"Dear future husband
Here's a few things
You'll need to know"

 

 

Orgasmo demoníaco

"Highway to Hell - AC/DC"

"I'm on the highway to hell
On the highway to hell"

 

 

Orgasmo educativo

"ABC - The Jackson 5"

"A B C ,
Its easy as
1 2 3 ,
As simple as
Do re mi, A B C, 1 2 3"

 

 

 Sim gente, isto será a apenas a primeira parte de muitas. Sinto-me inspirada! (por favor, desculpem-me Hahahaha)

 

A Hipster Chique

Dom | 13.08.17

#dia 211 - Domingo, again...

Este domingo serviu para ir às compras porque o eco na minha prateleira do frigorífico já metia medo, para arrumar o quarto, descansar as mãos e beber caipirin... Cai quem? Nada

Continuando...

Estou pronta para o novo episódio de Game Of Thrones e Teen Choice Awards porque sou uma adolescente de quase 26 anos.

Será que finalmente é hoje que o Jon Snow, bend the knee ou bend dany? Vamos ver!

Até lá escrevo este post, vejo Bob's Burgers e como bolachas.

 

Aproveito também para agradecer à Miss Queer pelo seu post sobre a colecção do Harry Potter da Primark e ao Triptofano por me avisar de tal maravilhoso post.

Portanto aviso desde já que me podem encontrar numa Primark a comprar tudo o que o meu dinheiro puder da coleção Harry Potter.

 

A Hipster Chique