Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

31.Ago.17

#dia 229 - Descanso com copos

Hoje é o último dia antes da mudança definitiva e para além de 7 dores diferentes, bebi um vinho que me aqueceu metade do corpo de uma maneira estranha. 

Não vou escrever muito, porque preciso de descansar e o port de ontem foi exaustivo.

Vou tentar contar-vos as andanças e vou tentar voltar aqui ao blog em força e com capítulos novos d'O Sítio.

 

A Hipster Chique

30.Ago.17

#dia 228 - Taxista, apoio ao cliente e revista Maria

I'M BACK... POR UM DIA!

 

Quando a vida te põe à prova e te manda macambúzios para te atormentar o dia, o que fazes? Resistes ao dia sem te atirares da janela e inventas orações e novos métodos para matar pessoas.

E o que foi que o dia de hoje me trouxe? Taxista, revista Maria, apoio ao cliente, mais propriamente seis chamadas, um bêbado e até um Uber perdido em Lisboa.

 

 

APOIOS AO CLIENTE

 

Em relação ao apoio ao cliente eu já passei por tudo e mais alguma coisa, até fiz um post sobre tais acontecimentos, O "Maravilhoso" mundo do Apoio ao Cliente. Mas confesso que hoje todos os meninos e meninas que estavam do outro lado do meu telemóvel, ou estavam possuídos por um espírito que junta Annabelle e It num só ou houve uma reunião entre tais funcionários com o propósito de fazer a minha vida num inferno. Eu vou para a opção dos espíritos, porque o que vos estou prestes a contar aconteceu nas últimas 24 horas. 

 

Situação: Recepção de uma encomenda na casa nova e eu não estaria lá para receber até amanhã de tarde, logo precisava marcar um horário específico para entrega. Contudo o site dos CTT não aceitava o pagamento dos encargos.

Os CTT tem apoio ao cliente, claro que tem e tem também funcionárias que estariam bem substituídas por vacas. A vaca da porca da cabra da mulher que me atendeu o telefone está na minha lista negra. Vejam um excerto da conversa:

Vaca Porca Cabra: "Mas eu não lhe posso fazer nada se isso não funciona. Tem de pagar."

Eu: "Eu quero pagar, mas já lhe expliquei que não consigo."

Vaca Porca Cabra: "Mas tem de pagar, senão não consigo confirmar nada."

(respirei bem fundo)

Eu: "Eu não consigo pagar. Que outras opções tenho?"

Vaca Porca Cabra: "Não tem outra opção. Da próxima vez esteja em casa para receber."

(cuspi um rim, a bexiga, o pulmão esquerdo e cuspia os testículos se os tivesse e fiquei em silêncio uns 10 segundos antes de desligar).

Voltei a ligar agora à noite e consegui o horário que queria, depois de muita gritaria e nervos.

 

Já com a MEO, hoje até foi calmo, mas não sabia que eles agora tinham um sistema de entretenimento feito através do atendedor automático, que agora conta piadas. A que me calhou foi "A sua chamada será atendida nos próximos 2 minutos" e eu estive 28 minutos à espera. Não é engraçado?! 

Já para não falar daquela música fantástica de apenas três frase que se repete num loop...

"Not really sure how to feel about it
Something in the way you move
Makes me feel like I can't live without you"

Ouvir isto durante 28 minutos é relaxante, só que NÃO!

 

A Vodafone portou-se bem até ao momento em que me passaram a chamada para um departamento onde o senhor que me atendeu está neste momento morto, tenho 80% de certeza. Porque o homem atendeu a chamada a respirar violentamente e a falar aos intervalos como se estivesse a correr e a falar comigo ao mesmo tempo. Quando eu pergunto se está tudo bem ele diz que sim e para eu continuar, mas tudo isto feito com uma voz de pré-entrada na morgue. Desliguei, olhei para a parede, esqueci (ou pelo menos tentei) e liguei outra vez e desta vez quem atendeu não foi uma possível vítima de um ataque cardíaco, graças a deus.

 

 

TAXISTA E REVISTA MARIA

 

Achavam que ia separar estes dois? Como é óbvio não. 

Apanhei um táxi na zona do Colombo e antes mesmo de entrar no carro, espreitei pela janela e vi um cavalheiro dos seus 60 anos a ler a revista Maria no conforto do seu veículo. Perguntei se podia entrar e ele muito simpático disse que sim.

Entrei e achei que ia ter uma viagem descansada... pensei! O senhor começou por me falar da Teresa Guilherme, passou para o David Carreira que acabou com a sua namorada e pôs foto no 'Stragam e terminou no resumo da novela Amor Maior onde a Francisca fez isto e o Lobo e o Cabrito aquilo e eu juro que se ele fosse para o Diário para Ele/Ela eu saltava do veículo em movimento.

 

 

EXTRAS

 

Como mini-histórias extras, tenho apenas a ligação para o apoio ao cliente de uma loja de electrodomésticos e um senhor bêbado a tentar fazer sentido do outro lado do telefone e um Uber que demorou cerca de 10 minutos a chegar perto de mim quando andava à minha frente às voltas, LITERALMENTE às voltas.

 

Se acho que sofri bruxedo e estou com mau olhado? 100% DE CERTEZA ABSOLUTA! Por isso, quem fez, já chega. Eu imploro! 

 

A Hipster Chique

29.Ago.17

#dia 227 - Game Of Thrones, o recap

Hoje temos convidada de escrita no meu blog. Eu não ando numa boa fase para dar atenção aqui ao meu menino, por isso, até eu voltar vou fazendo algo diferente e hoje calhou uma pequena recap da 7ª temporada de Game Of Thrones vista aos olhos de uma amiga minha.

Aqui vai então as palavras (pouco) sábias de Sara Almeida...

 

 

"Chegamos finalmente aquele momento épico da vida de grande parte dos terrestres, aquele momento de transformação e corte com a vida passada.

Não não estou a falar da maturidade, estou a falar de algo muito mais complexo que transcende quaisquer outras questões existênciais e humanas.

Chegámos então ao fim de mais uma temporada épica de Game of Thrones.

"Épica" parece-me a palavra certa por transmitir um certo mistério, vida boémia, medieval, grandiosidade e beleza a uma série que se assume com essas mesmas definições.

O que dizer então destes 7 episódios, da 7ª temporada? Tanta coisa, mas o meu tempo de antena é pouco. Vou seguir a moda e deixar um resumo.

 

A primeira coisa a apontar com todo o mérito, e digam o que disserem das cenas, dos diálogos, da coerência ou não coerência da história como pais darem o nome de Aegon aos dois filhos, da previsibilidade dos episódios finais, do desnecessário de algumas cenas (tendo em conta que saber quantos poros de pêlo de barba tem o Ed Sheeran através daqueles zooms de camera e cantigas sem nexo para encher os bolsos a quem já os tem rotos de tanto enchimento, não é bem o foco da série), mas digam o que disserem os efeitos especiais desta série foram de outro mundo.

Sim eles precisam de um orçamento gigante até porque mesmo pagando o ordenado mínimo a cada personagem, vocês já viram os milhares que são os caminhantes brancos?

 

Mas ordenados à parte, o investimento foi muitissimo bem empregue. Cenas realistas ao máximo, batalhas de fazer chorar com a beleza de como foram feitas, com uma banda sonora de cortar a respiração, cenários e construção de cenas, angulos, realização, sem mais palavras BRILHANTE. São todas estas coisas que fazem o vosso coração explodir, ou a vossa respiração suster. São as artes todas numa série onde cada parte da mesma fizeram, e fazem do todo, uma das melhores séries alguma vez realizadas.

Em relação aos episódios tivemos uma construção brutal da história, muito bem organizada com todos os episódios com um objectivo bem definido. Fossem 50minutos de diálogo e preparação de acção, ou 50minutos de batalhas epicas, tudo estava no sitio certo.

 

As questões da timeline por outro lado merecem algumas observações, porque se nas temporadas anteriores até um arroto da Cersei era representado ao pormenor, nesta temporada nem houve tempo para comer.

Desconheço as razões que os levaram a acelerar, fosse por ser a penultima temporada, ou por terem muita história e poucos episódios. Desconheço. Mas sei que quando aceleram cenas ha muita coisa que se perde, nomeadamente as relações. Não vamos esquecer que relações bem menos importantes para a história, ou as quase orgias romanas, e cenas de prostituição foram representadas quase ao pormenor do osso (literalmente).

 

Falo então especificamente da relação que sobressaiu nesta temporada, o incesto universalmente mais aceite, entre Jon e Daenerys.

E concluimos portanto que Jon Snow "really knows something", quanto mais não seja atrair mulheres de pulso firme, e passar em poucos dias da Friendzone para a Lovezone. Mas mesmo que seja para matar um deles no fim, ou para ficarem juntos para sempre, a verdade é que a história merecia uma transição muito melhor e especialmente sem o Bran (corvo dos olhos tortos para mim) a narrar a cena. Desta forma poderiam ter levado o público a perceber a intensidade de uma relação que obviamente ainda vai deixar correr muitas "águas" (sim porque de certo a Kalessi ficará grávida).

 

Sem dúvida que toda a equipa que está por detrás deste fenómeno está de parabéns. Apesar de ausência das tão famosas mortes inesperadas, e reviravoltas surpreendentes, cenas chocantes, a verdade é que já estamos a chegar ao final. E não podemos esperar sempre emoções iguais às que tivemos noutras temporadas. Afinal de contas estamos a falar de uma série que muda a cada temporada.

 

E podem dizer que o final foi previsivel. Mas sabem uma coisa? Aposto que ninguém esperava uma coisa previsivel. E meus caros, ai reside mais uma vez a imprevisibilidade desta série que não se deixa reger pelos contos de fada, ou finais bonitos. Mas sim, que capta a atenção de todos os nossos sentidos, e mostra que a arte é mágica, mas também humana.

E leva-nos atrelados até aos confins de Westeros, fazendo de cada personagem uma personagem das nossas vidas.

 

Até breve."

 

68OoBixm5YfKRQvdahh1CPdts2N.jpg

 

P.S. Muito obrigada pela ajuda e pela escrita, Sara Maria.

 

A Hipster Chique

28.Ago.17

#dia 226 - Mudanças part. 3429

Nunca pensaram como seria bom vivermos todos nus, no meio do mato e sobrevivíamos de animais que apanhássemos? Eu ando a pensar nisso de minuto a minuto ultimamente. Porquê? 

Porque mudar de casa é a coisa mais cansativa física e mentalmente.

Vou ao IKEA e saio de lá destruída, faço listas de afazeres que nunca diminuem, mandem ajuda por amor de deus!

Eu sei que está tudo prestes a acalmar, mas caramba, já merecia um dia na Primark a ver coisas da colecção do Harry Potter e a dar-me prendas a mim mesma seguidas de um balde de frango frito do KFC. Esperem lá, amanhã é dia!

 

A Hipster Chique

27.Ago.17

#dia 225 - Domingo, again...

Em seguimento ao meu post de ontem decidi então fazer uma pequena pausa de grandes posts, d'O Sítio e outros. Para já apenas vos vou actualizando sobre o meu dia a dia e a minha mudança.

Devo voltar em força total quando fizer a mudança, porque até lá estou em estado zombie a tentar sobreviver ao Apocalipse.

Hoje foi mais um dia de descansa e organização... Amanhã volto em força toda para a casa nova. Rezas e orações são bem vindas!

 

P.S. Hoje em conversas de cozinha, esta frase surgiu... "Eu não sou puta por uma mousse, já um pudim, até vou.". Já o contexto, não é bem o que estão a pensar!

 

A Hipster Chique

26.Ago.17

#dia 224 - Talvez tenha de parar...

Pelo último post já devem ter entendido que ando em fase de mudanças, mas também ando numa fase de outros problemas e não tenho conseguido pensar no blog ou em ideias para escrever. É apenas uma fase mais cansativa e chata e como tal pensei em parar de escrever durante uns tempos.

Gosto muito de alcançar as minhas metas de dias seguidos a escrever, mas não sei se por agora consigo manter esses dias seguidos.

Ainda não sei o que fazer, mas enquanto decido terão aqui breves posts sobre os meus dias.

 

Hoje apenas foi um dia de mais arrumação, algum descanso, fazer algumas tarefas e tratar de contratos de televisão. Com tanto contacto com MEO e Vodafone penso que ando a desespero nestes dias em vez de energia... FUN!

 

A Hipster Chique

25.Ago.17

#dia 223 - Mudanças, um filme de terror perto de si!

Hoje fiz as mudanças para a casa nova e valha-me os santos todos! 

Dói-me as costas, penso ter introduzido 2kg de pó pelo nariz e activado as minhas alergias passadas, recentes e futuras, as pernas começam a falhar e a cabeça não está a pensar como devia...

Estou um caco que não consegue nem escrever!

Mas para melhorar, algo de belo aconteceu...

 

PASSEI MEIA HORA A DISCUTIR COM O ATENDEDOR AUTOMÁTICO DA MEO, ÀS 22H21 LÁ ME ENTENDI COM AQUILO E ESPEREI 39 MINUTOS E 42 SEGUNDOS PARA SER ATENDIDA, PARA O JAGUNÇO DO HOMEM DIZER-ME QUE SÓ PODE RESOLVER O MEU PROBLEMA SE EU LIGAR DAS 9 ÀS 23H!! PASSARAM 42 SEGUNDOS DAS 23H E O PORCO DIZ-ME AQUILO??!

Convém explicar que aprendi recentemente como fazer uma macumba que faz com o pénis não volte a levantar. Que venham daí as 30 santas beneditas e o calvário, porque o senhor da MEO não vai levantar nada tão cedo!!

 

Estou cansada, suja e possivelmente estarei morta dentro de uma hora. Por isso, desculpem-me o post agressivo.

 

A Hipster Chique

24.Ago.17

#dia 222 - Casa Público-Privada

Descobri um texto antigo que cheguei a colocar num blog que tive há algum tempo e é um texto que me deu muito gozo a escrever. Decidi então liberta-lo para este meu canto. Esta é uma história sobre uma casa e uma senhora, digamos que é ficção, inspirada em factos reais.

 

De todas as casas habitadas naquele buraco de mundo existe uma que recebe a meu ver uma nomeação de Público-Privada. E vejamos o porquê.

Aquela casa pertence a uma senhora não muito adorada pelo povo que por ali vive e muito se deve também ao facto de ser a actual dona de um Bordel local, o “Tásaqui Tásempé” e de num passado ter tido como profissão algo entre cabeleireira e quenga.

Nada contra este tipo de profissão, mas não poderia deixar de demonstrar aqui o meu choque com a forma como ela desempenhava a sua profissão.

Senhora dos seus 50 e muitos, com uma casa ainda arranjadinha mas com um estranho movimento em frente a ela. Todo o tipo de boatos chegaram-me aos ouvidos mas nunca acreditei em nenhum, pelo menos não por inteiro.

Entre esses boatos existia:

“aquela porca tem ali uma casa de put*s” - vizinha farta do barulho

 

“aquilo é uma fila de homens que nunca mais acaba” - mulher desinteressada no assunto

 

“ela leva barato mas alguns até lhe pagam casa de férias” - mulher traída

 

“até por computadores ela faz, não sei como mas faz” - mulher fora do prazo de validade recomendado

 

Nunca sabendo o que era mentira ou verdade, possuída ou não, lá fui eu armada em coscuvilheira passar em frente à casa da senhora e qual foi a minha surpresa quando vi carros e carros, muitos em segunda fila e avistei ao longe na porta o que me pareceu uma lista de preços igual à que se encontra nas portas dos cabeleireiros.

Quando me aproximei mais dei comigo a ler algo do género:

 

“Casa da Dona”

 

(x badalhoquice)                                                               5€/h

(x badalhoquice)                                                              15€/h

(x badalhoquice ainda maior)                                          50€/por pessoa

(x badalhoquice + extra porcalhice)                                25€ + 5€/por brinquedo

(x badalhoquice online)                                                   30€ (pago antecipadamente)

 

... E quanto mais lia mais necessidades terapêuticas precisava...

No fim desta linda lista podia ainda ler-se:

 

Por motivos de lei rodoviária, por favor não deixe o carro estacionado em segunda fila (algo não respeitado, acredito ser por causa do desespero sentido na genitália de cada homem que ali parava).

Para marcações por favor ligue o número abaixo indicado e lembre-se que tem um custo de 9,99€ a acrescentar ao tratamento que efectuará neste estabelecimento.

Não aceito cartão de crédito ou débito. (mas segundo o povo aceita também casa de férias).

 

A gerência

 

E assim o negócio funcionava e parece que hoje em dia acabou ou apenas mudou de estabelecimento. Estes negócios modernos dão cabo de mim...

 

Descubram o que é ficção e o que é realidade. 

 

A Hipster Chique

 

 

22.Ago.17

#dia 220 - 26

Faço 26 anos hoje! 

Exactamente há 26 anos atrás nasci eu, às 19h na Maternidade Júlio Dinis no Porto. Eu, Raquel Almeida, a única menina nascida naquele dia no hospital e caramba, eu era a coisa mais fofinha em bebé. Digamos que o "Before" ganha ao "After" neste caso.

Mas chega de informações íntimas, vou mas é responder às perguntas colocadas por alguns de vocês nos comentários e muito obrigada por as fazerem desde já.

 

P.P.

  • Qual o teu conceito de felicidade?

Esta pergunta tem de ser respondida em dois... primeiro, o meu conceito de felicidade é ter saúde, ter certas pessoas sempre por perto e nunca desistir de lutar para a realização de sonhos. Segundo, saúde, amigos, sonhos e Netflix.

 

 

A Desconhecida

  • Consideras-te uma pessoa com sorte?

Sim. Nem sempre me considerei uma pessoa com sorte, o que mudou com uma mudança de atitude e pensamento.

 

 

Inês Silva

  • Qual o teu destino de sonho?

Neste momento, qualquer um, logo que vá sozinha! Mas talvez Ilhas Virgens (Americanas).

 

  • Qual é o teu maior trauma relativamente a relações amorosas?

Numa relação que durou 3 anos, acabou porque um sonho/carreira se tornou mais importante que a própria relação, mesmo havendo amor e respeito. E foi devido a esse respeito que foi um terminar de relação suave, mas que doeu na mesma. 

 

  • Como te vês daqui a 10 anos?

Viva, esperemos ou directora de programação da Netflix ou Hulu.

 

 

naomedeemouvidos

  • Se encontrasses o génio da lâmpada e ele te concedesse os tais 3 desejos, quais seriam?

1. Saúde

2. Viagens de borla para o resto da vida

3. Filhos que sabem dormir à noite

 

 

Luella Rose

  • Qual o teu maior desejo?

Sucesso na carreira.

 

 

Only One Girl

  • Com 26 anos o que tens mais para ensinar a pessoas com os seus recém 14/15/16?

Não tenham pressa de crescer e apostem a 200% naquilo que vocês acreditam e querem fazer. Nunca minimizem um sonho. Eu chumbei três nono anos e tinha medo de não ir a tempo, então deixei de escrever aos 16 anos... até hoje e neste momento vou cumprir um sonho que sempre tive de escrever um livro.

 

  • O que mais desejas para o teu futuro, daqui adiante?

Desejo saúde, mais livros, nunca parar de lutar pelo que quero e que mesmo após grandes desilusões em séries, eu continue a vê-las!

 

  • Qual é o teu filme e livro favorito e porquê?

O meu filme e livro preferido é Harry Potter e a Pedra Filosofal, porque marcou a minha infância de uma maneira forte. Foi o primeiro filme que vi o que me levou a ser uma nerd e foi o primeiro livro que li o que me levou ao meu sonho de escrever as minhas próprias histórias. Contudo a partir dos meus 17 ganhei um novo favorito nos livros, The Hitchhiker's Guide to the Galaxy, de Douglas Adams, porque foi dado por alguém especial e tem uma história ao qual eu me identifico.

 

  • Qual é o teu lema de vida (frase favorita)?

Não é bem lema, é mesmo frase.

"If we really want science to advance, people should have chips implanted in their skulls that explode when they say something stupid. - Sheldon Cooper"

 

  • Poema favorito?

Segue o Teu Destino, Ricardo Reis.

 

  • O que sentes quando escreves no blog?

Por vezes sinto gazes, outras apenas obstrução anal. Pronto, mas agora a sério, sinto-me feliz.

 

  • O que pensas que o blog se vai tornar no futuro?

O que é hoje. Um sítio onde me sinto feliz por poder escrever.

 

 

Agora vou descansar porque comi e bebi muito hoje. Já mereço uns episódios de séries e um bom descanso. Até amanhã aqui da terrinha.

 

A Hipster Chique

 

Pág. 1/4