Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

A Hipster Chique

As trivialidades de uma geek, talvez um pouco hipster, com algum sentido de humor e criatividade q.b..

Ter | 28.02.17

#dia 45 - O "Maravilhoso" mundo do Apoio ao Cliente

É que nem quero saber se trabalhas num Apoio ao Cliente de uma empresa qualquer, para mim 80% destas pessoas são anormais! Eu já tive tantas experiências com o Apoio ao Cliente que hoje depois de 2 horas ao telemóvel com uma empresa de telecomunicações, porque não lhes vou dar uma promoção de borla, reuni todas as chamadas que fiz para o Apoio ao Cliente e três histórias merecem ser contadas. Aqui vão os três momentos da minha vida que eu temi pela vida de outra pessoa, porque eu quis matar...

 

"Sra. Maria, Sra. Ana, Sra. Kelly??"

Quando ligas para um Apoio ao Cliente, das primeiras coisas que fazes é dar o teu nome, número de cliente e/ou número de contribuinte. E foi assim mesmo que começou uma das chamadas que fiz para uma empresa de comunicações. Dei o meu número de cliente e a senhora lá disse o meu nome correctamente, perguntou se estava a falar com a pessoa titular da conta, eu disse que sim e agora é que as coisas ficam estranhas... pelo resto da chamada a mulher dirigia-se a mim com tudo menos o meu nome. "Sra. Maria já conhece o nosso novo plano", "Sra. Ana o seu contracto ainda não acabou", tudo! É que nem chegou lá perto, nem rimava. Eu lá corrigi a mulher umas duas vezes, mas depois desisti. E se querem saber o melhor, foi que esta senhora para além de me ter baptizado umas 10 vezes, não me resolveu o problema.

 

"Já tentou desligar e ligar?"

Por norma sou uma pessoa bastante desenrascada no que diz respeito a tecnologias, raramento preciso de apoio, mas quando o meu computador decide ter um ataque nervoso sem aviso, eu tento de tudo e nada dá. Ele liga e desliga sozinho quando lhe apetece, as aplicações mexem-se sozinhas e escreve textos no word sem eu tocar no teclado. Uma certa altura fiquei na dúvida se deveria chamar um técnico ou um padre! Decidi ligar para o Apoio ao Cliente antes de sair de casa e levá-lo a uma loja. 40 minutos e lá me atenderam a chamada. Era um rapaz, estúpido, arrogante e alguém que estava prestes a ficar com uma deficiência física feita por mim! Mal me deixou acabar a explicação e esta foi a conversa:

Criatura: "Já tentou desligar e ligar o computador, senhora?"

Eu: "Já e estava a explic..."

Criatura: "Então tente outra vez!"

(Eu com muita paciência lá pensei que este homem fabuloso iria incorporar o meu computador e fazer funcionar em condições, por isso lá desliguei e liguei)

Eu: "Já está e continua igual."

Criatura: "Desligou e ligou bem?"

(Quer o quê??!)

Eu: "Sim, tenho a certeza."

Criatura: "Agora tente mexer no mousepad."

Eu: "Consigo mas ele não reage ao meu comando."

(E agora vem a parte fantástica da conversa)

Criatura: "Sabe, eu disse-lhe para mexer no mousepad, não no comando, esses computadores não vem com comando."

Eu: "Eu sei, mas ele não reage ao que lhe mando fazer."

Criatura: "Já viu se tem vírus?"

Eu: "Já corri o programa e diz que o computador está limpo."

Criatura: "Então se diz é porque está. Precisa de mais alguma coisa?"

Foi aqui que desliguei na cara do gajo porque as palavras que me iam sair da boca eram tão perversas que iam soar que estava a conjurar um demónio para o corpo dele.

Já agora, o meu computador apenas tinha as teclas presas e foi um tutorial no Youtube que me ajudou a resolver o problema.

 

"Ainda está aí?"

Se ligo para o Apoio ao Cliente, normalmente tentam sempre fazer publicidade de novos produtos que a empresa possa estar a oferecer e/ou fazem de tudo para que continuemos clientes. Neste caso não foi bem o que aconteceu. Liguei (mais uma vez) para uma empresa de comunicações para relatar um problema que estava a ter com o Wi-fi e a rede móvel e depois de explicar o problema e dar os meus contactos, isto foi 100% a conversa que tive com a mulher:

Criatura 2: "Já tentou desligar o router e voltar a ligar?"

Eu: "Já, e continua tudo igual."

Criatura 2: "Então é porque não estamos a funcionar muito bem nos seus aparelhos."

Eu: "Sim, eu já reparei nisso. Mas eu preciso de internet e não estou a receber comunicações no meu telémovel porque a rede não pára de cair."

Criatura 2: "Se o telefone estiver bom, use o telefone."

(Melhor solução que a mulher deu a chamada toda)

Eu: "Sim, mas eu preciso de usar a rede móvel obrigatoriamente. Não pode mandar vir ninguém cá a casa?"

Criatura 2: "Posso tentar. Aguarde."

20 MINUTOS DEPOIS!! E ela demorou este tempo todo para ver se eu ia embora provavelmente. Porque digo isto? Ora...

Criatura 2: "Ainda está aí?" 

Eu: "Sim."

Criatura 2: "Não há ninguém para ir aí."

Eu: "Então como posso fazer? Eu sou vossa cliente há mais de 2 anos e nunca tal me aconteceu!"

Criatura 2: "Se é nossa cliente há mais de 2 anos já pode anular contracto sabia?"

A partir daqui foi toda uma conversa estranha e desarticulada... Desliguei desta senhora, tornei a ligar e outra que me atendeu, conseguiu alguém para vir a minha casa no próprio dia e resolveu o problema.

 

Sendo estas histórias 100% verdade, só chego à conclusão de que provavelmente alguém me lançou um bruxedo para ter azar com ligações ao Apoio ao Cliente porque ninguém merece isto! 

Não sou a única pois não?

 

Arpv91WW.jpg

 

A Hipster Chique (passei tanto tempo em chamada com o Apoio ao Cliente que ele é o meu novo estado de relação do Facebook)

 

 

 

Seg | 27.02.17

#dia 44 - A mais honesta análise à moda dos Óscares

Depois de uma edição onde os Óscares homenagearam a memória de uma pessoa que está tudo menos morta, onde o Trump não nos presentiou com um dos seus tweets e onde o prémio para melhor filme foi dado por engano, o melhor assunto que encontrei para falar foi, moda! Porquê moda? Simples. Como não sou entendida, poderei fazer uma análise mais honesta e vos garanto que qualquer crítico de moda não consegue alcançar este ponto de honestidade. Linha, agulha e...

(todas as fotos foram retiradas do site The Oscars)

 

73742876764bb403a6ef76dd76d48a61b134fd2ec79eb09b1f

Brie Larson, vestida com Oscar de la Renta

Provavelmente o Oscar ficou sem tecido suficiente e com o que restou fez aquela coisa ondulada que a mulher andou para ali a arrastar durante a cerimônia. Quando acabou poupou tempo de limpeza aos senhores encarregues dessa função. Chique e atenciosa!

 

 

 

 

 

 

 

 

Janelle Monae - Elie Saab.jpg

Janelle Monae, vestida com Elie Saab

A Janelle como é óbvio decidiu prestar a sua homenagem a dois dos orgãos mais importantes do nosso organismo... os pulmões! É todo um sistema respiratório representado naquele vestido. Considero de mau tom serem pulmões de um fumador que põe fumo lá para dentro há 147 anos, mas quem sou eu... Em última análise, acho que está muito "não me toquem".

 

 

 

 

 

 

Dakota Johnson - Gucci.jpg

Dakota Johnson, vestida com Gucci

Esta badalhoca, depois de tantas horas despida para fazer as 50 sombras, bem que um bom pedaço de tecido que lhe cubra toda a pele, fica-lhe bem. Porém penso que uma burca por cima deste vestido ainda melhor lhe ficava, pelo menos assim não tinhamos de olhar para a sua cara. Adoro o promenor da concha na zona genital, muito "virgem" a proteger a sua câmara dos segredos.

 

 

 

 

 

 

Ruth Negga - Valentino.jpgRuth Negga, vestida com Valentino

Que medo! Aqui está o resultado dos meus pesadelos. Bonecas em filmes de terror são a inspiração deste modelo, sem dúvida. E gosto quando combinam a cor do vestido com a carpete vermelha, muito fashion e bom para camuflagem.

 

 

 

 

 

 

Terrence Howard.jpg

Terrence Howard

Não sei quem o vestiu, mas acredito que tenha sido ele próprio a escolher um robe usado lá de casa e pediu à sua senhora, ali representada como a sua doadora de saliva, para fazer umas pequenas modificações e voilá, blazer original mais conhecido como robe de domingo.

 

 

 

 

 

 

Priyanka Chopra - Ralph & Russo.jpg

Priyanka Chopra, vestida com Ralph & Russo

Um comentário... onde está as flores para por neste vaso?? É um vestido demasiado geométrico. Muita matemática para a minha cabeça. Adeus.

 

 

 

 

 

 

 

Ava Duvernay.jpg

Ava Duvernay, vestida pelo Convento de Santa Clarita

Ou são trapitos de um museu de moda antiga ou pediu conselhos de moda a freiras que gostam de cortinas rendadas.

 

 

 

 

 

 

 

Pharrell Williams - Chanel.jpg

Pharrell Williams, vestido com Chanel

Como é Carnaval, o Pharrell decidiu vestir-se à Frodo, do Senhor dos Anéis, que vai ao seu baile de finalistas pela primeira vez. Muito noivo abandonado onde está tudo menos "Happy".

 

 

 

 

 

 

 

 

Como se costuma dizer, deve-se guardar o melhor para o fim. E foi o que fiz:

- Jackie Chan . Ganhou a noite! Vejo que se lançou na carreira religiosa e que adoptou dois pandas. Boa Jackie!

- Hailee Steinfield, vestida com Ralph & Russo e com o melhor vestido da noite. Sem comentários. Talvez um... A minha auto-estima está em nível negativo por tua causa!

- Emma Stone, vestida com Givenchy, levou o Óscar de Melhor Actriz Principal e tem um dos meus vestidos preferidos. Contudo, Givenchy podia conter-se de imitar o abajur da minha avó. 

- Sunny Pawar, apresento-vos o meu filho adoptivo ou o motivo pelo qual irei presa, por rapto de menor.

 

Jackie Chan.jpgHailee Steinfield - Ralph & Russo.jpgEmma Stone - Givenchy.jpgSunny Pawar.jpg

 

Muitos mais passaram por esta passadeira, mas estava aqui a noite toda e a honestidade não se deve gastar toda de uma vez.

Que acharam? Devo continuar a fazer análises de moda? Penso que tenho jeito e que consigo entender a moda de uma maneira muito moderna. 

 

A Hipster Chique (a fazer esta análise com roupa masculina XXL e uma manta que não é lavada há mais de 1 ano)

 

 

 

 

 

Dom | 26.02.17

#dia 43 - La La Land e mais quem?

Está quase na hora dos Óscares e para mim é La La Land por todo o lado. Vi todos os filmes que estão nomeados, alguns com fraca qualidade. Gosto sempre de viver esta temporada de prémios com atenção e detalhe, mas por vezes é díficil não seguir o coração e o que gostamos. Para mim o vencedor da noite deveria ser La La Land, por toda a magia e mensagem que me passou. Ainda hoje canto City Of Stars na companhia do meu ukulele e sinto toda a magia daquela história.

Como vi todos os filmes achei que poderia ser um bom post, falar da mensagem que cada filme me passou. Prometo ser séria neste post.. Action!

 

Moonlight

A mensagem que este filme me passou foi do crescimento pessoal que pode mudar o rumo da nossa vida de acordo com as escolhas que fazemos e a que somos livres de ser quem quisermos. Um filme dividido em três partes que retrata a homossexualidade e os dilemas e luta de uma vida.

 

Lion

Este filme lembrou-me de como é ter esperança e como é díficil passar por maus momentos e mesmo assim não desistir. Um filme que conta a luta de um homem que tenta encontrar a sua família através do Google Earth.

 

Manchester by the Sea

No fundo, no fundo, este filme pouca mensagem me trouxe. É um filme, triste e dramático. Apenas me mostra uma realidade que existe onde que por vezes a vida não corre bem e isso faz com que tudo mude num instante. Um filme que conta o drama de um homem que vê a sua vida mudar de forma drástica e como se tenta adaptar a uma nova realidade.

 

Hacksaw Ridge

Para trazer paz ao mundo ou tentar acabar com guerras nem sempre é preciso a força do fogo e com cada vez mais terrorismo no mundo eu concordo que não seja preciso uma arma para conseguirmos melhorar o mundo e foi isso que este filme me ensionou. Um filme que conta a história de um médico pacifista, em plena Segunda Guerra Mundial que se recusa a usar a força do fogo e/ou armas.

 

Arrival

Todos temos medo do desconhecido, mas não é por isso que nos devemos esconder. Este filme transmite uma mensagem de como enfrentar situações desconhecidas. Um filme que conta a chegada de outros seres ao nosso planeta e como um linguísta tenta comunicar com eles.

 

Fences

A frustação de um sonho não cumprido e de uma vida de sofrimento que leva ao ressentimento e amargura. Mesmo não me tendo passado uma mensagem, é um filme que aconselho pela brilhante actuação dos seus protagonistas.

 

Hidden Figures

Um dos meus favoritos e que me põe com sentimentos mistos. Primeiro dá-me orgulho em ser mulher e em segundo sinto uma frustação enorme por saber que três mentes brilhantes foram escondidas da história por serem mulheres e negras. É triste que cerca de 60 anos depois é que a história delas veio ao de cima.

 

Hell or High Water

Um western que nada me passou e o filme que mais me custou assistir pois não gostei de todo. Mas para quem gosta de uma boa coboaida é óptimo.

 

La La Land

Não há palavras para descrever a magia e a emoção que este filme me trouxe. Desde a banda de sonora, passando pela fotografia até à representação, tudo pareceu perfeito e sem erros. A mensagem que este filme me trouxe foi que por vezes as pessoas passam na nossa vida para nos fazer crescer e para nos ajudar a sermos melhores, que nem sempre um grande amor tem de ser para sempre e que para alcançarmos um sonho, persistência é necessário. Um filme que conta a história de um casal que luta para sobreviver à selva que é Hollywood.

 

Aconselho todos os filmes (menos o da coboiada), mas os meus favoritos são La La Land, Lion e Hidden Figures.

Vamos ver como corre esta noite.

 

A Hipster Chique (em modo cinematográfico)

 

Sab | 25.02.17

#dia 42 - Os essenciais da minha vida de adulta

Tendo já 25 anos de vida, acho que já posso dizer que sou adulta ou pelo menos que me tento comportar como tal. Pelo bonito do post digamos que sim, que sou adulta! 

Durante o nosso crescimento há coisas que são essenciais em determinada fase e na vida adulta isso não é diferente, mas pelo que vejo talvez tenha distorcido um pouco o significado de essenciais da vida adulta, ou então como se costuma dizer, novos tempos novos costumes (costuma dizer-se isto certo?!). Se me dissessem que apenas podia escolher 6 itens do meu quarto, neste momento, para serem os meus essenciais da minha vida adulta, esta lista iria ser algo do género...

 

Vela

Tenho uma nova vela que cheira a Chupa-chups de morango e nata e todos sabem que para ter uma vida adulta é sempre necessário um aroma infantil a inundar a casa. 

 

Stromtropper 

Há um ano foi-me oferecido um Stormtrooper de 75cm e penso que mantê-lo na minha vida adulta é o melhor que faço, porque os alarmes são caros e não vejo melhor segurança do que uma figura de 75cm de uma persongem de um filme cuja melhor característica é falhar o alvo e ser o primeiro a morrer.

 

Ukulele

Porque quando és adulta e começas a aprender um instrumento, incomodar os vizinhos com concertos não solicitados a toda a hora é comum e totalmente normal.

 

DVD " Lego Movie"

Quando estou triste e deprimida, adoro ver o filme "Lego Movie" e ouvir "Everything is Awesome!!" em altos berros, pois faz-me sorrir e ver unicórnios por todo o lado. E não, não é uma nova maneira de dizer "droga". Vejo unicórnios porque é uma música tão positiva e vou parar antes que me envergonhe mais...

 

Sinal de "Saída" fluorescente

Como tenho problemas de memória, convém apontar tudo ou esqueço-me, por isso um sinal a indicar-me a saída irá sempre ser um bom incentivo para me fazer sair de casa, ou pelo menos tentar.

 

Robot do BB-8 (Star Wars)

Um dia quando os robots subirem ao poder, a minha vida será poupada porque vão-me ver como amiga de um da sua espécie. Por isso é que o pequenino que roda pelo meu quarto que nem um maluco de 6 em 6 meses tem de ser um essencial para toda a minha vida.

 

Acham que estou com uma vida adulta saudável? Eu acho que sim, porque "Everything is awesome, everything is cool when you're part of the team..." e vou parar outra vez...

 

Façam algo do género, vamos ver se estamos todos dentro desta fase maravilhosa que é a idade adulta.

 

Co3pntB0.jpg

 

A Hipster Chique (fui confundida com uma miúda de 16 anos só pelo meu aspecto...)

Sex | 24.02.17

#dia 41 - Idas ao cinema

O cinema para mim é uma das melhores coisas que foram inventadas e com a chegada dos Óscares resolvi escrever sobre esta arte. Já fui ver filmes que eram autênticas obras primas, filmes onde sou a critaura mais velha da sala, filmes horríveis que até hoje não percebi porque fui, mas em todos a experiência é sempre um misto de sentimentos. Tudo se resume a...

 

Preços

Um bilhete para o cinema fica entre 5 a 7€, já só falando de filmes a 2D e um menu de pipocas varia entre 4 a 7€. Fazendo bem as contas, uma ida ao cinema pode custar entre 15 a 20€. É demasiado caro! Hoje em dia, uma ida ao cinema para mim só é possível depois de uma escolha... qual dos rins me faz mais falta.

 

Lugares

Quando estou na fila da bilheteira e me pedem para escolher um lugar, digo sempre que quero no meio. Chego à sala de cinema e percebo que afinal a senhora da bilheteira albergou a palavra "meio" no seu léxico como sendo "ponta do lado esquerdo superior". É isto e quando vejo pessoas sentadas nas primeiras filas da sala, onde só penso na contractura que vão ter no fim do filme, já para não falar da contractura que me comecei a sentir só de os ver ali sentados.

 

Pipocas

Eu gostava agora de me dirigir ao meu cérebro... O que raio se passa contigo para me deixares comprar sempre o menu médio de pipocas no cinema?! Sabes que não vou comer nem metade das pipocas e que toda aquela bebida me vai fazer querer urinar desde o fim da publicidade até ao fim dos créditos. Se estivesse a ver o Titanic a minha bexiga ia gritar "Let Go Jack!" só para o filme acabar mais depressa. É um ciclo vicioso. Ajuda...

 

Bocas

O aviso antes do filme não devia ser "Desliguem os telemóveis", devia ser "Desliguem as bocas"! Se eu quiser ver um filme onde estou a ouvir como barulho de fundo saliva eu ficava em casa a ver um filme do Justin Bieber com 10 pré-adolescentes na altura do cio! Não sabem comer como gente normal, não comam, o bolo alimentar não necessita de pré-visionamente alheio antes de seguir para o teu estômago e se querem namorar façam-no longe dos meus ouvidos.

 

Risos

Como qualquer pessoa, eu dou gargalhadas durante um filme de comédia. Agora, uma coisa é rir na CENA precisa da comédia, outra é continuar a rir como uma hiena histérica com asma por mais 10 minutos. Eu nunca sei se hei-de mandar calar ou chamar o INEM. Pior que isto foi quando fui ver o filme "12 Anos de Escravo", um filme forte sobre a escravidão, onde uma mulher desatou às gargalhadas numa cena onde um escravo estava a sofrer ao levar com chicotadas... Gostaria de saber qual a campa dessa senhora. Não tem ainda? Eu vou arranjar-lhe uma!

 

Amanhã é mais um dia de ir ao cinema, graças a Deus que a escolha desta vez foi entre escolher o amigo mais rico para me esquecer carteira "acidentalmente" e ele pagar o bilhete, porque como já o disse aqui, a minha mãe sempre me ensinou a aceitar borlas e eu também já vendi o rim esquerdo para ir ver o Batman Lego Movie. (brincadeira...)

 

EC-NQJij.jpg

 

A Hipster Chique (em contagem descrescente para os Óscares)

 

Qui | 23.02.17

#dia 40 - Petição: Os Reality-Shows devem morrer

Isto não é mesmo uma petição real, mas eu queria que fosse e sei que muitos de vocês depois de saberem que isto não é uma verdadeira petição vão deixar de ler, pois a tristeza que habitou o vosso mundo é demasiada... 

Eu odeio reality-shows! Eu odeio tudo o possa despromover as pessoas de um estado de inteligência normal, e os reality-shows fazem-no e de que maneira. Não consigo perceber o porquê das pessoas verem este tipo de conteúdo, mas cada um é livre de gostar do que quiser. 

Até pode nem ser uma petição, mas neste post vou demonstrar motivos que deveriam levar a um fim definitivo deste tipo de conteúdo nas televisões...

 

Concorrentes

Eu percebo que tenham de pôr gente irreverente e divertida dentro do programa, mas gostava de saber onde é que está escrito que também têm de ser viciados em muscúlos, pernas abertas e com um QI de uma tesoura. Desculpem tesouras! E os meus concorrentes "favoritos" são os que entram neste tipo de formato, fazem porcaria atrás de porcaria e ainda vão mandar beijinhos à mãe a dizer que tem saudades e querem abraçá-la. Filho... a tua mãe entretanto deu-te para a adoção, mudou de nome para não a encontrares e fez uma lobotomia voluntária para se esquecer de ti!

 

Amor

O amor é um dos maiores sentimentos no mundo e mesmo que não seja grande fã acho que tratá-lo como um jogo de bingo é como chamar ao Donald Trum inteligente, ou seja, é ofensivo demais! Existe um reality-show chamado "The Bachelor" onde um solteiro vai viver para uma casa com 10 mulheres e tem de escolher uma para sua noiva. SOCIEDADE, PORQUÊ?? Porque deixam produtores, directores, apresentadores e participantes destes programas converterem oxigénio em dióxido de carbono!

 

+18 

Percebo que como animais não-racionais, que são o tipo de concorrentes que põe neste tipo de programas, por vezes existem problemas na altura do cio. O que não percebo é a decisão de colocar esses momentos de procriação em directo na televisão. É que nem falo só de conteúdo sexual, falo de agressões, asneiras e atitudes dignas de selvagens. 

 

Inteligência

Ver uma concorrente que dizem ser a mais divertida a responder à pergunta "Qual o maior mamífero terrestre?", com "Dinossauro", até pode fazer muitas pessoas rir, mas a mim vão-me apanhar a enfiar lápis nos ouvidos porque perdi a vontade de ouvir.

 

Não vou pedir desculpa se ofendi alguém, vou apenas dizer que este tipo de conteúdo deveria ser retirado das televisões a nível mundial, não traz cultura a ninguém e chamar estes programas de entretenimento faz-me não querer ser entretida nunca mais na minha vida!

Se achas o mesmo, assina esta petição imaginária, porque a imaginação faz a força (pelo menos quero acreditar nisso).

 

f3H7bgmM.jpg

 

A Hipster Chique (revoltada com o mundo)

 

 

 

 

 

 

 

 

Qua | 22.02.17

#dia 39 - O desastre que seria se eu entrasse no Harry Potter

Eu não gosto de Harry Potter, eu jurei amor eterno ao Harry Potter! Se não és uma pessoa que gosta ou compreende este mundo talvez não vás gostar deste post, mas se gostas e compreendes, passaste a ser um amigo para a vida. 

Para quem não conhece este mundo, em primeiro não percebo e em segundo deixa-me dar-te um pouco de sabedoria (se não queres saber avança 3 linhas): Harry Potter é uma série literária e cinematográfica que conta a história de um rapaz feiticeiro, que sobreviveu em bebé a um ataque de um dos feiticeiros mais poderosos, Voldemort, ganhando com isso uma cicatriz em forma de raio na testa. É entregue aos seus tios muggles e aos 11 anos entra em Hogwarts, escola de magia e feitiçaria. 

Encontrarão um Glossário no final do texto.

Sendo uma nerd convicta, era um pouco estranho não dar a este blog um pouco de nerdice de vez em quando. Com isto dito eu coloquei-me num brainstorming e cheguei á dolorosa conclusão do desastre que seria se eu entrasse no mundo do Harry Potter. 

Vamos então ver porquê... Alohomora...

 

Varinhas

Duvido que as fosse usar só para o propósito de fazer feitiços. Imagino-me a usar como baqueta, colher para mexer o chá, taco de basebol ou até mesmo para matar mosquitos. A quantidade de varinhas que iria partir eram tantas que teriam de matar 4 dragões para fabricar as minhas varinhas de cordas do coração de um dragão.

 

Feitiços

Provavelmente iria confundir os feitiços todos e ainda acabava por transformar um colega em osga em vez de o fazer levitar.

 

Vassouras

Eu mal me equilibro em cima de uma cadeira, como é que seria possível para mim equilibrar-me em cima de uma vassoura e ao mesmo tempo ainda jogar Quidditch.

 

Uniformes

Voltamos ao assunto do post anterior. Eu recuso-me a usar o traje acadêmico, porque raio ia usar um uniforme que poderá ter sido inspirado no traje acadêmico? E aquelas capas são até aos pés! No mínimo 4 traumatismos e 2 pernas partidas em cerca de 3 quedas por minuto.

 

Sobrevivência

Com tanta guerra, confusão e vilões, o mais provável seria eu acabar morta nos 5 primeiros segundos do filme. Em vez de me proteger do Voldemort, eu ria-me na cara dele, porque ele é um homem sem nariz! Avada Kedrava e lá ia eu brincar com os anjinhos.

 

Glossário:

Muggles - pessoas não-feiticeiras

Alohomora - feitiço para abertura de portas ou janelas

Quidditch - desporto de feiticeiros jogado com bolas, bastões, a voar cima de vassouras

Avada Kedrava - feitiço para matar instantaneamente qualquer um

Gryffindor - uma das quatro equipas para onde os estudantes são separados no primeiro ano

 

bsgEZU6h.jpg

 

A Hipster Chique (pertencente à casa de Gryffindor)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ter | 21.02.17

#dia 38 - Praxe, para ti é um não!

Sou estudante universitária há 5 anos e estou no meu último ano. Durantes estes anos observei praxes e tradições estudantis e só consigo dizer "Aleluia" por não ter esse espírito académico. Respeito e muito quem se entusiasma por estas tradições e participa com afinco, mas para mim é um NÃO! 

Não me deixei influenciar por notícias mais negativas sobre o assunto, acho que é uma tradição que não deve morrer e que deve ser sempre algo saudável, apenas eu não irei ficar nessa história. No meu primeiro ano cheguei a mentir a uns esudantes trajados que me abordaram a perguntar se era caloira, ao que respondi "Não, sou do segundo ano", visto que tenho cara de 12 anos, não sei como acreditaram. Nos dias seguintes só pensei que ia ser preseguida por aquelas criaturas vestidas de cópia barata de Harry Potter. O porquê de a praxe não ser para mim? Bem...

 

Horário

Eu vejo estudantes a apresentarem-se ás 8h da manhã ou até mais cedo para iniciar a praxe. E isto durante dias! Comigo não dava, eu só funciono a partir das 10h e se me obrigam a fazer algo mais pesado do que levantar um braço antes dessa hora eu desmaio. E com aqueles gritos que já assisti, só imagino que me fazem isso e eu mutilo a pessoa com os olhos.

 

Cânticos

Eu mal decoro a minha data de aniversário, que fará decorar cânticos e entoá-los em alto e bom som. Se ainda fosse uma música dos Beatles eu até ia na onda, agora aquilo para mim são muitas palavras para decorar. Já para não falar da minha voz de rouxinol que é um crime para ouvidos alheios.

 

Adereços

Ver pessoas com fraldas vestidas, penicos na cabeça, a fazer sons de animais e até a comer relva são coisas que NÃO estão na minha Bucket-List. Prefiro trazer vergonha à minha mãe através da minha coleção de Legos do que aparecer numa aula ou andar pela rua vestida de cupido deslavado.

 

Benefícios

Quando pergunto quais os benefícios da praxe, as grandes respostas são:

. fazer amigos

. convivência

. ganhar espírito acadêmico

Primeiro, eu fico contente com os poucos amigos que tenho e prefiro arranjá-los a horas que consigo estar 100% acordada. Segundo, eu não gosto de conviver com mais do que 3 pessoas ao mesmo tempo, fico com comportamentos estranhos. Terceiro, já tenho dificuldade em manter o meu espírito em estado normal, não preciso de lhe adicionar um "amigo".

 

Traje

Diz-se por aí que os trajes acadêmicos foram a inspiração que J.K. Rowling usou para a criação do uniforme de Hogwarts. Como fã de Harry Potter, acho que os trajes acadêmicos são uma ofensa e cópia barata dos uniformes daquela escola magnífica. Quando os vejo na rua só me apetece levantar a minha varinha imaginária e lançar um Avada Kedrava. Já para não falar da aflição que me metem quando andam com o traje vestido, em pleno Verão, com 30 e tal graus! Haja espírito acadêmico.

 

Tenho vários amigos que fizeram a praxe e dizem ser um dos melhores momentos da vida acadêmica, mas eu não sinto o fascínio. Isto não é de todo uma crítica, é apenas uma opinião, MUITO verdadeira.

 

JanMua1b.jpg

 

A Hipster Chique (universitária do contra)

 

 

 

 

 

Seg | 20.02.17

#dia 37 - Como conviver com outros humanos... para pessoas socialmente inadaptadas

Neste século em que estamos, por vezes debato-me com esta tarefa árdua que é conviver com outros seres vivos, mais propriamente com outros humanos. É mais díficil do que pensam, pelo menos para mim. Eu sou socialmente inadaptada e quanto menos conviver com outros humanos mais normal consigo reagir. Como em algumas ocasiões sou obrigada a conviver com outros da minha raça penso ter elaborado algumas soluções que poderá ajudar qualquer um nesta convivência...

 

Conversa Casual

Falar é das primeiras coisas que nós aprendemos a fazer, mas quando a fala tem de ser com outra pessoa de repente sinto-me uma alien com problemas de comunicação. Nenhuma palavra me sai como deve ser e um simples "Olá" irá ser algo como "Ukla". A solução passa pelo simples movimento de abanar a cabeça, sorrir ao de leve, fazer sinais de mãos. Tudo menos abrir a boca!

 

Festas

Seja casamento, festa de aniversário ou outra qualquer orgia musical e alcoólica, socializar torna-se necessário. Neste caso existem diversas soluções, pegar no telemóvel cada vez que te sentes um alvo de uma potencial conversa, fingir que te esqueceste de algo e foges ou ser verdadeiro e dizer para a pessoa se afastar de ti porque começas a querer bater-lhe.

 

Escola/Trabalho

Se estás na escola, faculdade ou trabalho, sabes que quando te dão atenção tu viras o centro da bandeira do Japão. Não há como controlar, vermelhidão, transpiração, calafrios e gaguejar, uma autêntica lista de efeitos secundários de um comprimido para a incontinência urinária. Uma boa solução seria desmaio ou bloqueio mental e físico.

 

Reuniões familiares

Deveria ser onde te poderias sentir melhor mas não, é exactamente nestas situações que te vais sentir pior e mais inadaptado. Tias com perguntas sobre a nossa vida, tios tarados e avós com mentalidades do tempo dos dinossauros são apenas o ínicio deste pesadelo. Aconselho que simplesmente te dirijas ao espaço mais minúsculo que encontrares na tua casa e fica aí até todos terem ido embora.

 

Espero ter ajudado todos que sintam o mesmo que eu. Se não se identificam provavelmente são o tio tarado!

 

wzV1JqKW.jpg

 

A Hipster Chique (dona da patente da palavra "Ukla")

 

 

 

 

Dom | 19.02.17

#dia 36 - Confissões da minha cadela

Adoro animais de todos os géneros, tamanhos, feitios, tudo! Sou uma dona adoptiva de uma pequena cadela chamada Kika e encho-a de beijinhos, mimos e festinhas. Como passo uma boa parte do meu tempo na companhia deste canídeo, resolvi dar-lhe voz e saber o que terá ela a dizer-me...

 

"Quando chegas a casa e vou na tua direcção com uma meia ou outra peça de roupa, não é para a mandares para longe para eu ir buscar. É sinal que a roupa está com um fedor enorme e tens de a lavar."

 

"Se quero ir à rua, não me digas para esperar mais cinco minutos. Um dia enfio-me dentro da sanita e obrigo-te a esperar uma hora, porque é o tempo que vais demorar a tirar-me de lá."

 

"Que de errado se passa na tua cabeça para quando me vês a dormir achares que podes fazer-me o pino, aos gritos e com festas estúpidas? Quero dormir não sofrer agressões."

 

"Estás a ver quando quero brincar, estou a abanar a cauda, toda feliz e histérica? Sabes o que estraga esse momento de felicidade? Tu abrires a boca! As tuas cordas vocais devem planear o teu homícidio cada vez que te viras para mim a falar. Tantos agudos e fala à bébe dá-me vontade de te morder, não brincar."

 

"Estamos na rua e tu achas que eu já tive tempo suficiente e quase me obrigas a ir embora. Bem, eu demoro o tempo que quiser, porque ninguém te manda levantar o rabo da sanita quando levas para lá o computador e ficas lá 1 hora. Continuas assim deixo-te um poio na cama assim que chegarmos da rua."

 

O amor está no ar!

 

furkF9xT.jpg

 A Hipster Chique (dona orgulhosa de uma cadela maluca)

Pág. 1/4